Você acha que toda mulher é consumista?

Dizer que toda mulher é consumista é um preconceito que vem desde os tempos mais antigos. Não estamos fazendo apologia ou defesa das mulheres, mas quando o assunto é o financeiro temos que considerar vários pontos!

Muitas vezes, nas nossas próprias casas nem notamos, mas: a mulher é a principal educadora financeira do lar. E é justamente sobre isso que vamos falar agora.

Você acha que toda mulher é consumista? 1

Nem toda mulher é consumista

Existe essa máxima que mulher é consumista, mas basta a gente falar com pessoas e fazer pesquisas para comprovar que nem sempre é assim.

Vamos fazer uma reflexão e analisar: para quem são destinadas as grandes propagandas publicitárias? Para mulheres e crianças.

Até porque se você analisar na sua própria casa quem é que faz as compras, geralmente? E quem é que compra roupas e os alimentos? Inclusive, quem é faz a programação das viagens?

Sim, quase sempre, as mulheres!

Tem também os presentes, todos os presentes, né. Seja do filho, do marido, dos pais, das mães, do natal, do sobrinho, afilhado, aluno, etc.

Geralmente, é a mulher que vai comprar e, logicamente, o cartão de crédito mais utilizado é o da mulher.

Então, é um pensamento meio bobo dizer que a mulher é mais consumista que o homem, concorda?

As compras da família

Note que na maior parte das vezes para quem elas estão comprando? A maioria das vezes é para a família e não para ela.

Mas, também não podemos dizer que ela não gasta, vai.

O que precisamos é notar onde está a educação financeira. Afinal, será que ela investe? Onde investe? Como gasta? Para quais fins? Já que ela está no comando, temos que analisa-la!

O que é muito importante é a gente ter a clareza dessa informação e não ficar conotando a mulher como sendo a consumista, combinado!?

E o que elas poderiam fazer de melhor?

Se elas estão no poder e com o cartão de crédito na mão, podemos abrir um parênteses para dar algumas ideias que vão ajudar no orçamento financeiro.

Uma boa dica para as mulheres é que elas pensem um pouco menos na família e comece a concretizar também os seus próprios sonhos e desejos.

É necessário que você estabeleça e que você projete os seus sonhos, que saiba quanto eles custam e busque a economia necessária para isso. Já que tudo é uma consequência!

Todas as mulheres, assim como todas as famílias, podem realizar os seus sonhos… Mas, é preciso focar.

O foco!

Você que tem seu companheiro ou sua companheira promova uma troca. Ou seja, esse mês tudo que você faz você passa por seu companheiro ou companheira.

Assim, você vai ficar em uma situação inversa e vai ver o quanto isso é importante. Porque ele vai dar valor a você a partir de agora.

Ele vai ver o quanto é duro administrar um lar, crianças e até mesmo pais, avós. Isso tudo além das finanças.

Mas a ideia dessa troca não é para gerar brigas e sim uma harmonização na hora de vocês repensarem o consumo e os investimentos.