Saiba qual é o valor para saque do FGTS liberado pelo Governo Federal

O Governo Federal anunciou que vai liberar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para os trabalhadores que tem uma parte do fundo guardado. A ideia inicial é criar novas condições para movimentar a economia do país.

No entanto, diferente do que muita gente pensa, não vai dar para sacar tudo o que tem disponível na conta do FGTS. Existem algumas regras que precisam ser seguidas. Por exemplo, quem tiver o interesse em fazer um saque ainda este ano, de 2019, terá um limite máximo de saque de R$ 500

Saiba qual é o valor para saque do FGTS liberado pelo Governo Federal
Foto: (reprodução/internet)

O valor restante terá de esperar uma nova data de saque. Mas, as regras mudam para os próximos anos, aliás, especialmente para 2020. Continue lendo para entender mais sobre o saque do FGTS, que poderá ser feito na Caixa Econômica Federal, que é o banco responsável pela gestão dos recursos deste fundo.

As regras do FGTS

As regras para o saque do FGTS, ativo ou inativo, para 2019 você já sabe: limite de R$ 500. Agora, a partir do próximo ano é que a coisa vai ser diferente. Isso porque tem nova uma questão se desenvolvendo que vai poder ser uma alternativa para cada brasileiro.

Será possível optar pelos saques anuais do FGTS seguindo uma tabela de porcentagem. Mas, quando opta por isso, o direito de sacar todo o FGTS em caso de demissão sem justa causa acaba sendo perdido. Portanto, é uma coisa a se pensar com carinho.

A modalidade de saque pode ser alterada posteriormente

Dessa forma, é importante deixar bem claro que quem sacar anualmente os valores do FGTS não vai poder sacar em caso de demissão sem justa causa. Simples, mas é preciso entender isso porque pode mudar muita coisa na sua vida e nas suas finanças em determinadas situações.

E para você que está muito preocupado, saiba que se optar por essa nova modalidade, só vai poder voltar atrás após 2 anos da mudança que optou por fazer. Vale ressaltar que a cobrança da multa de 40% devida sobre o FGTS pelo empregador, continua valendo.

Qual é o valor que dá para sacar

Bom, agora considerando que você optou pelo saque anual do FGTS, vamos saber quais são as regras que irão valer a partir do próximo ano, em 2020.

Basicamente, elas vão variar conforme o saldo do FGTS que a pessoa tem disponível na conta da Caixa. Isso parte de R$ 500 e pode ultrapassar os R$ 20 mil. Portanto, quem tem menos de R$ 500 não vai poder realizar o saque.

Para cada valor disponível no FGTS, uma porcentagem diferente

Aí, entra a aplicação das porcentagens. Enquanto que quem tem R$ 500 vai poder sacar até metade do valor, quem tem acima dos R$ 20 mil poderá sacar apenas 5% do todo, anualmente. E no intervalo dos valores ainda é possível encontrar algumas variações, como está abaixo:

  • A partir de R$ 500 poderá sacar 50% do valor;
  • De R$ 500 a R$ 1 mil poderá sacar 40%;
  • De R$ 1 mil a R$ 5 mil reais, os saques serão de 30%;
  • De R$ 5 mil a R$ 10 mil poderá sacar 20%;
  • De R$ 10 mil a R$ 15 mil poderá sacar 15%;
  • E acima de R$ 20 mil poderá sacar 5%.

Vale lembrar que essa modalidade também permite ao trabalhador receber uma parcela do saldo no seu aniversário. Mas, as datas corretas para a realização do saque serão informadas em breve, pela Caixa Econômica Federal.

Diferença entre saque-aniversário e saque imediato

Todas as características que foram apresentadas até aqui, são referentes ao saque-aniversário. No entanto, o valor de R$ 500 que foi liberado para saque imediato, é referente a uma outra modalidade do benefício.

Quem tiver o interesse em sacar este dinheiro, poderá fazer isso normalmente, sem grandes complicações futuras. Aliás, nem mesmo importa se a sua conta está ativa ou inativa, você poderá sacar os R$ 500 de cada conta referente aos trabalhos que você já teve.

Ou seja, dependendo do seu histórico profissional, o valor que você conseguirá sacar poderá ser bastante considerável. Por exemplo, quem já trabalhou em cinco empresas irá poder sacar R$ 2.500.

Não é obrigatório sacar o dinheiro

Tirar ou não este dinheiro que foi liberado é uma opção do beneficiário. Caso o saque não seja a alternativa escolhida, o dinheiro irá permanecer normalmente na conta do FGTS.

No entanto, os brasileiros que já utilizam uma poupança individual da Caixa Econômica Federal irá receber o dinheiro automaticamente em sua conta. Se não quiser correr o risco de gastar a quantia e optar por manter o dinheiro na conta do FGTS, precisa sinalizar isso para o banco.

Aliás, é muito importante ressaltar que quem quiser acessar esse recurso, continua podendo receber o valor integral do FGTS em caso de demissão que não seja por justa causa. 

As datas destinadas para saque

Para quem já é cliente da Caixa, e nasceu entre os meses de maio e agosto, já está podendo sacar o dinheiro. As oportunidades para os demais beneficiários estarão acontecendo até o fim de março do próximo ano, em 2020.

Esta logística de estar liberando os saques aos poucos é proposital. Afinal, quanto menos transtorno acontecer nas agências, menores serão as filas e o tempo dos indivíduos no banco.

Como sacar o dinheiro

Quem não tiver conta na Caixa Econômica, logicamente, não irá receber o dinheiro de forma automática. Portanto, este público deverá recorrer a uma alternativa um pouco mais trabalhosa.

Em datas que forem determinadas pela instituição, os não-correntistas deverão se dirigir até um caixa eletrônico do banco para sacar o dinheiro liberado. Porém, esta opção é destinada apenas a quem tem o Cartão Cidadão.

No caso dos demais e que forem retirar uma quantia menor que R$ 100, basta ir até uma lotérica e apresentar os documentos de identificação solicitados, que são RG e CPF.

Fale com a Caixa Econômica Federal

Caso após a leitura deste artigo você ainda tenha alguma dúvida, o ideal é entrar em contato diretamente com a instituição responsável pela liberação dos recursos.

Portanto, a Caixa disponibiliza o número 0800 726 0101 para o seu Serviço de Atendimento ao Cliente, mais conhecido como SAC.

Este é um canal que funciona muito bem na instituição. Afinal, você pode fazer a ligação em qualquer hora do dia e em qualquer dia da semana.