Veja 3 cuidados ao fazer o uso do cheque especial

A gente fez uma pesquisa breve e encontramos 3 dicas muito importantes para quem vai usar o cheque especial. A primeira coisa é que esse uso tem que ser muito bem pensado, já que nunca é recomendado. Agora, se for realmente importante fazer o uso dele, tome as precauções.

A nossa lista é bem simples, mas são listadas a partir de cuidados essenciais. Afinal, os juros do cheque especial estão entre os mais altos do mundo e o limite nem sempre é o ideal ou justo para cada cliente. Saiba mais.

Veja 3 cuidados ao fazer o uso do cheque especial 1

1 – As taxas de juros cobradas

É provável que você já tenha ouvido falar disso. Mas, nunca é demais reforçar, né. Hoje em dia, o Brasil é o campeão na cobrança de juros dos clientes. Aí, que entre os produtos com maiores taxas de juros estão o cartão de crédito e o cheque especial.

Portanto, o nosso queridão do cheque especial não é tão especial assim, né. Não dá para informar uma taxa exata dele porque cada banco e cada época do ano ele sofre mudanças. Mas, sem dúvidas, as taxas de juros do cheque especial passam dos 300% ao ano.

E esse é um valor bem alto, de verdade. O que quer dizer que quando se tem o uso desse tipo de empréstimo, as pessoas correm grande risco de ter problemas financeiros. Porque essa é o tipo de conta que a gente paga, paga, paga e nunca acaba.

2 – A inserção do cheque na conta

Outra dica que se deve ter é para com a inserção do valor do cheque especial na sua conta bancária. Infelizmente, muitas instituições financeiras, especialmente os bancos, não ligam muito para o cliente. E o que elas fazem é inserir o valor do cheque especial junto com o valor de saldo da conta.

Aí, a pessoa que está com pressa ou vê o saldo sem prestar a atenção, acaba imaginando que tem um dinheiro na conta, mas que na verdade não é totalmente dela. Aí, se ela usar o dinheiro a mais, que é do cheque especial, ela vai ter que pagar juros depois. E faz isso, praticamente, sem perceber que usou o dinheiro errado.

Então, a gente não tem muito o que dizer, se não, para que todo consumidor e cliente de contas bancárias tomem cuidado com os seus saldos e analisem muito bem o quanto tem na conta e de quem é o dinheiro. Porque a conta a sua, mas o dinheiro nem sempre.

3 – O limite do cheque especial

Para terminar, saiba que outro erro que vem dos bancos é sempre aprovar um limite de crédito no cheque especial que está aquém daquilo que o cliente teria condições de arcar. Na verdade, há vários erros aqui.

Por exemplo, tem gente que nem pede, mas já tem um cheque especial lá na conta para usar. E o recomendado é não ter esse empréstimo tão facilitado. Ainda mais se a pessoa tem algum problema de consumo inconsciente.

Nesse caso, novamente, a dica é saber que nem todo dinheiro que está no cheque especial deve ser usado. Mesmo porque vai ser difícil pagar a conta depois, ainda mais quando ela vir com o acréscimo de juros altos.