Entenda mais sobre a taxa de juros pré-fixada e pós-fixada

Existe diferença de juros pré-fixados e dos juros pós-fixados, você sabia disso? Se não sabia, fique tranquilo porque nem todo mundo sabe. Mas, talvez esteja na hora você aprender sobre isso para evitar prejuízos financeiros ou fazer escolhas erradas no futuro.

O que a gente vê é o que muda de um para o outro. Mesmo porque tem aquele que pode ser mais vantajoso para você. E isso pode facilitar a sua vida quando você for fazer um empréstimo ou financiamento, por exemplo. É por isso que esse assunto é de importância para todos os brasileiros.

Entenda mais sobre a taxa de juros pré-fixada e pós-fixada

As taxas de juros pré-fixadas

A gente vai começar com o mais simples e fácil, que é a taxa de juros pré-fixada. Nesse caso, a gente vai saber exatamente os valores dos juros até o fim do contrato. Então, é muito mais simples para quem não quer ter surpresas. E costuma ser mais indicada pelos especialistas.

Assim, o cliente não vai ter surpresa nenhuma no meio do caminho. Vai ser sempre aquela taxa de juros, entendeu? Por exemplo, no caso de um empréstimo, o que significa? Significa que o valor das parcelas vão ser fixos.

Outro exemplo. Em um investimento com taxa pré-fixada, você também tem um total controle de cada centavo que vai vender para você. Então, é muito mais fácil de entender e de evitar problemas.

As taxas de juros pós-fixadas

Agora, quando a taxa de juro é pós-fixada mudo um pouquinho porque isso leva em conta os índices de inflação. E a grande questão é que eles variam bastante no mercado. Portanto, já dá para ver a diferença: você nem sempre vai ter parcelas fixas.

Leve em conta e também os diversos índices de curto prazo que temos disponíveis aqui no país. O importante é entender que todas elas variam muito. E, resumidamente, dá para dizer que é um negócio que não tem como você saber exatamente quanto vai render ou quanto você vai pagar.

Porém, a gente tem que entender que isso também tem uma possível vantagem. Essa taxa de juro pós-fixada pode ser uma vantagem porque podem ser menores durante o ato da contração do produto financeiro. O jeito é estudar o melhor caminho.

Qual é a melhor taxa de juros para escolher

Agora que você sabe isso e entendeu um pouco mais sobre as taxas de juros, você pode estar se perguntando sobre qual é a melhor delas, não é mesmo?

O fato é que não existe algo 100% bom ou algo 100% ruim. O que existe é o mais adequado para determinado objetivo e determinado momento e determinada condição também. Por isso, tem algo que pode ser bom para você hoje. Mas, não para outra pessoa, amanhã. Entende?

Você tem que considerar a estimativa da evolução no caso das taxas pós-fixadas e o valor da taxa de juros nominal oferecido em cada uma. Essa é a regra para fazer uma boa escolha de taxas. Lembrando que elas podem ser de um crédito emprestado ou mesmo de um investimento.