Como solicitar o cartão de crédito sem anuidade Meu Pag!

Todo mundo que está acostumado com nomes de cartões como Nubank ou Digio já deve ter especulado como é bom solicitar um cartão sem anuidade. Agora, a novidade da vez é o Meu Pag!, um cartão que também não tem cobrança de anuidade e vem associado a uma conta digital.

Dessa forma, tudo é feito online, pela internet, o que confere uma maior facilidade e conforto na hora de contratar o serviço. Então, quando for solicitar o cartão de crédito, o cliente pode usar o app e quando for emitir uma 2ª via da fatura também, assim como para fazer consultar de saldos e extratos.

Como solicitar o cartão de crédito sem anuidade Meu Pag!

Descubra o que é preciso para solicitar o cartão Meu Pag! e veja os diferenciais de ter um cartão de crédito digital com a opção de gerenciamento por meio de uma conta digital. Lembrando que todo o serviço é oferecido sem a cobrança de custos para o consumidor.

O cartão de crédito Meu Pag

O principal benefício deste cartão é o de ser um produto sem custos anuais e isso torna possível solicitar o cartão sem anuidade. É verdade que esta característica foge à dinâmica dos bancos mais tradicionais, no entanto, não há razões para estranhar.

A eliminação desta cobrança acontece por conta do funcionamento digital da instituição, o que dispensa gastos com estruturas físicas.

Além disso, precisamos dizer que este é um cartão de crédito que pode ser utilizado na modalidade internacional, podendo ser aceito em mais de 30 milhões de estabelecimentos comerciais em todo o mundo. Afinal, a bandeira definida para o serviço é a Mastercard, que tem grande credibilidade no mercado global.

Funcionamento do cartão é totalmente digital

O atendimento também é realizado no formato digital e essa também é uma vantagem, porque agora os consumidores não precisam mais ficar esperando horas e horas nas filas bancárias. Esta é uma realidade muito comum, principalmente naqueles dias destinados ao pagamento, não é mesmo?

Outra coisa importante para quem vai solicitar o cartão Meu Pag! é que todos os serviços acontecem de forma automatizada: trocar senha, reconhecer ou não débitos, pedir uma nova via e tudo mais que se refere ao atendimento do cartão… tudo de forma online, sem a incidência de custos e sem enfrentar longas filas!

Em termos de segurança, o Pag! é uma fintech, que nada mais é do que um grupo de tecnologia voltado para o setor financeiro. A empresa responsável por ele faz parte do Grupo Avista, que tem mais de 2 décadas de experiência no mercado financeiro, com credibilidade e transparência.

Como pedir o cartão Meu Pag!

Todo processo com o cartão Meu Pag! é feito online, isto é, pela internet ou pelo app. Assim sendo, quem está interessado em pedir o cartão de crédito deve abrir uma conta inicialmente e depois solicitar o produto – o que é feito sem custos.

Quanto ao passo a passo, o procedimento é praticamente o mesmo dos outros cartões digitais do momento, como o Nubank e Digio: envio de documentos originais e pessoais, além de uma selfie, que tornou-se importante para toda operação de crédito realizada pela internet.

As exigências para ter o Meu Pag!

Mas, quais são o requisitos que quem quer solicitar o cartão deve obedecer? Confira, a seguir, uma lista com todas as exigências:

  • Ser brasileiro, maior de 18 anos e morar no Brasil;
  • Possuir um CPF ativo e regular para cadastro;
  • Também é preciso dispor de um bom score financeiro (sem restrição no SPC/Serasa);
  • Conseguir ser aprovado na análise de crédito.

Em caso de dúvidas, o cliente pode solicitar a resolução de seu questionamento através do seguinte endereço de e-mail: meajuda@meupag.com.br.

O cartão Meu Pag é caro?

Para fazer a abertura da conta digital assim como para solicitar o cartão e fazer o uso no dia a dia, o consumidor não irá ter custos. Afinal, todas as operações que estão relacionadas ao cartão são realizadas sem a cobrança de quaisquer tarifas. No entanto, é preciso considerar que algumas eventuais situações podem levar a certas cobranças.

Este é o caso dos juros por atraso no pagamento da fatura. Se isso acontecer, será aplicado um percentual que pode ir de 5,7% a 15,9% sobre o valor total. Além disso, se o cliente optar pelo parcelamento da fatura, os juros podem ir até 14,9%. Todas as taxas de juros ou tarifas estão disponíveis no site oficial do Meu Pag!.

Além dessas taxas, também existem alguns pacotes de serviços que podem ser contratados pelos clientes. No caso do Meu Pag!, as taxas variam de R$ 10 a R$ 30, com um valor intermediário de R$ 20,  para poder ter acesso a funcionalidades um pouco diferenciadas.

Desvantagens do Meu Pag!

Para que você saia daqui bem informado, com todas as informações relevantes sobre este cartão de crédito, resolvemos trazer também alguns dos pontos negativos que ele possui.

Não é possível receber TED e DOC de outros bancos

O primeiro deles e, um dos mais importantes, é o recebimento de dinheiro na conta digital. Se o depósito de determinada quantia tiver origem em um banco diferente, o valor irá retornar para a conta do remetente.

Isso acontece porque com o Meu Pag! o cliente não tem condições de receber TED ou DOC de outros bancos. Neste caso, apenas o envio de dinheiro é permitido com a conta.

Emissão para negativados e débito automático inexistentes

Um outro dado importante diz respeito ao uso da conta digital ser, necessariamente, em conjunto com o cartão de crédito. Dessa forma, quem, por alguma razão, está com o nome negativado, não irá conseguir ser um cliente do Meu Pag!.

Existe ainda funcionalidade ausente, que é comum em outros bancos, é a do débito automático. Portanto, aquela cobrança que é feita mensalmente e já poderia ficar agendada para debitar automaticamente vai precisar ser paga manualmente.

O Meu Pag! não é uma boa opção para quem gosta de investir

Para os adeptos a investimentos de naturezas diversas, este cartão e sua conta digital pode não ser uma boa opção. Afinal, com ela você não poderá deixar seu dinheiro aplicado de modo que ele renda algum percentual significativo diária ou mensalmente.

A fintech Pag!, apesar de estar fazendo sucesso com a oferta de seus serviços financeiros, ainda não está vinculada ao Fundo Garantidor de Crédito, mais conhecido por sua sigla FGC. Este fato pode ser preocupante, afinal, caso algo aconteça com a instituição em termos de falência, você não terá garantia alguma de que receberá os fundos de sua conta.