Seguro desemprego no Imposto de Renda – como fazer esse lançamento?

Muita gente tem dúvida sobre como lançar o valor recebido do Seguro Desemprego no Imposto de Renda… Essa também pode ser a sua dúvida, então, descubra como fazer isso para ficar de acordo com a Receita Federal e não ter problemas no futuro.

E essa matéria é importante para quem recebeu no último ano alguma parcela do Seguro Desemprego. E aí, logicamente, é importante declarar isso na sua declaração de imposto de renda para que você evite qualquer é desencontro de informações com o governo.

Seguro desemprego no Imposto de Renda – como fazer esse lançamento? 1

Porque o que ninguém quer hoje em dia é ficar retida na malha fina. E afinal de contas, esse lançamento é bem mais simples do que você pode imaginar, tanto é que você vai aprender agora, em poucos passos.

Seguro desemprego no imposto de renda

É preciso escolher aqui a opção rendimento: isentos e não tributados. É o rendimento que você está isento no imposto de renda. Abre nesta área vai ter uma lista e você vai escolher o último item dessa lista, que é o 24, chamado também de “outros”.

O item 24 (outros) vai abrir a tela de preenchimento. Então, será preciso informar os CNPJ da fonte pagadora; o nome da fonte pagadora; a decisão de qual é a natureza desse valor que você recebeu; e o valor em si que você recebeu.

Tudo isso tem a ver com a empresa que você trabalhava, né. E alguns dados profissionais seu. Portanto, como é que a gente consegue essas informações?

Saiba que o seguro desemprego é pago pelo fundo de amparo ao trabalhador (FAT). Então, ele tem o seu próprio CNPJ e a descrição dada a natureza da receita que você teve é justamente o nome de “seguro desemprego”.

Passo Seguinte!

Aí será preciso pegar exatamente as parcelas que você recebeu, se recebeu uma parcela é o valor dela. Agora, se você recebeu 3, o ideal é somar as 3 e se você recebeu 5 lança sobre as 5 juntas. Beleza?

Você vai lançar estes valores totais, com centavos e tudo mais. Então, vai estar lá seu nome, CPF do beneficiário, CNPJ do fundo de amparo ao trabalhador, a descrição você vai colocar o seguro desemprego e o valor exato você vai lançar aqui.

O importante é que você saiba que você precisa lançar é exatamente inclui de 24 rendimentos não tributáveis. O pagador é o fundo de amparo ao trabalhador, o CNPJ e a descrição da origem do seguro desemprego.

E isso é tudo o que você precisa saber para lançar o seu seguro desemprego no imposto de renda. Essa foi a dica de como lançar o valor que você recebeu o na sua declaração de imposto de renda, sendo pessoa física.