Por que é importante ter seguro de vida e previdência privada?

Você sabe quais são as diferenças entre a previdência privada e o seguro de vida? Eles podem ser usados para a sucessão familiar, isto é, para resguardar recursos para os filhos e herdeiros. Porém, são diferentes um do outro.

E você deve conhecer essa diferença para saber qual produto escolher para o seu futuro. Ou melhor, para o futuro da sua família. A gente separou as principais dicas para você saber mais desse assunto. Continue lendo para entender melhor cada um dos produtos.

Por que é importante ter seguro de vida e previdência privada?

Ambas podem ser boas opções para você, inclusive, podem ser contratadas juntas. Sendo que você terá direito aos 2 benefícios.

O seguro de vida

O que os especialistas recomendam é que o seguro de vida seja pensado não apenas na sucessão familiar, mas também como forma de assegurar imprevistos. Assim sendo, ele é bastante útil em caso de imprevistos, por exemplo.

Em casos de acidentes, de doenças graves ou raras, de invalidez permanente, de invalidez parcial, entre outras. Para saber todas as coberturas do seguro e da sua apólice, o ideal é você ver o que as empresas estão oferecendo.

Lembrando que muitas seguradoras têm opções diferenciadas, além dos planos básicos, de seguro de vida. Dá até para pensar em seguros para a família toda, por exemplo.

Agora, ainda que não seja recomendada para esse fim, o seguro pode servir também como uma forma de deixar um dinheiro para herdeiros. Só que não é a forma mais correta para isso porque temos a previdência privada.

A previdência privada

A previdência privada é um tipo de produto financeiro que é pensado na acumulação de dinheiro e não na proteção, como é o caso do seguro de vida. Assim sendo, se você quer se aposentar com mais dinheiro, por exemplo, a previdência é uma boa ideia.

E, mais do que isso, dá para pensar na previdência como forma de deixar dinheiro para a família em casos de imprevistos também. Isso porque a partir do momento que se tem um contrato, a sua família pode resgatar o dinheiro que foi acumulado até o período.

Então, observe que essa é uma ideia inteligente para quem está pensando na sucessão familiar e não, necessariamente, na proteção pessoal contra imprevistos, acidentes, etc.

A diferença!

Para terminar o conteúdo, vale a gente dizer sobre a principal diferença entre o seguro de vida e a previdência privada. Saiba que a diferença mais comum está, quase sempre, no resgate do dinheiro. E é bem fácil entender isso.

Por exemplo, o seguro de vida é como um seguro de carro. Assim sendo, a pessoa que sofre o imprevisto pode receber o que é chamado de “cobertura”, né. Daí, se a pessoa morre, por exemplo, a família tem dinheiro à um valor de apólice que foi contratado.

Já no caso da previdência privada trata-se de acumulação de dinheiro. Assim sendo, a família também tem direito ao resgate. Mas, aí, ela vai receber o valor proporcional ao que foi pago até então pelo titular. Nesse caso, se a previdência não chegou ao fim, a família recebe parcial.