Restituição do Imposto de Renda 2018: Consulta

O 3º lote da restituição do imposto de renda se inicia no dia 15 de agosto, sendo que serão destinadas a quase 3 milhões de contribuintes, em um total de R$ 3,6 bilhões. E para saber se você tem direito, o ideal é fazer a consulta da restituição do IR.

Ao consultar a restituição do imposto de renda de 2018, o trabalhador contribuinte vai ter acesso a uma série de serviços online e de acesso gratuito, como a consulta do direito, dos valores e dos prazos.

A restituição do imposto de renda 2018

Você que está buscando informações sobre como fazer a consulta da restituição do imposto de renda, sabe exatamente o que é essa restituição? Nós vamos explicar e você vai entender de forma muito didática.

O IR é um valor que recolhido pela Receita Federal sobre parte dos rendimentos dos trabalhadores. Assim, a justificativa é a de que esses valores serão usados para investimentos em vários setores, como a educação e a infraestrutura.

É aqui que dá para começar a entender a restituição do imposto de renda: essa restituição de IR é um valor que é “devolvido” a alguns trabalhadores que fazem a declaração do IR e descobrem que há diferença no balanço feito pelo governo.

Direito à restituição do imposto de renda

Ao preencher a declaração anual de imposto de renda, todo contribuinte já tem a informação sobre ter direito ao valor restituído ou não. Mas, de maneira geral, as pessoas que tem direito à restituição do IR são aquelas com grandes deduções.

E essas deduções são aqueles valores que podem ser “descontados” dos impostos pagos, sendo que os principais são: despesas médicas, gastos com a educação, gastos com pensão alimentícia, contribuições para a Previdência Social, aposentadorias, entre outros.

Agora, se você não sabe se tem direito a restituição do IR, fique tranquilo porque abaixo vamos te mostrar exatamente como fazer a consulta da restituição do imposto de renda em 2018 para ter, entre tantas, essa informação.

Por que consultar a restituição do IR

O contribuinte deve saber que a cada novo lote que é lançado, a Receita faz a liberação dos valores e é para saber se tem direito aos recursos que o trabalhador deve fazer a consulta da restituição do imposto de renda.

Isso porque quando a restituição for liberada, o dinheiro ficará disponível para resgate por parte dos contribuintes pelo prazo máximo de, até, 12 meses.

E, vencendo o prazo, a consulta do IR poderá ser feita, no entanto, o contribuinte terá que preencher um novo requerimento para o resgate do valor, no que é chamado de Pedido de Pagamento de Restituição, que está disponível também no site da Receita Federal.

Calendário da restituição do IR

Anualmente, o Governo Federal, através dos dados que têm na Receita Federal, estabelece um prazo para o pagamento da restituição do imposto de renda e isso também aconteceu neste ano – 2018.

Em 2018, o prazo para a declaração do imposto de renda começou em março e foi até o dia 28 de abril. A partir daí, começaram as datas para a restituição do imposto de renda, que é necessária para a correção de alguns erros declarados.

Dessa forma, para o trabalhador que está interessado em saber o calendário para fazer a consulta da restituição do imposto de renda, considere que estamos próximos ao 3º lote, que partirá em 15 de agosto. Veja!

  • 1º lote – 15 de junho de 2018,
  • 2º lote – 16 de julho de 2018,
  • 3º lote – 15 de agosto de 2018,
  • 4º lote – 17 de setembro de 2018,
  • 5º lote – 15 de outubro de 2018,
  • 6º lote – 16 de novembro de 2018,
  • 7º lote – 17 de dezembro de 2018.

Observe que todas as restituições do imposto de renda de 2018 poderão ser feitas em, no máximo, 7 lotes, sendo que o prazo final vai até dezembro, conforme publicação do Diário Oficial da União.

Consulta da restituição do imposto de renda

A consulta da restituição é muito importante para quem quer saber se realmente tem o direito a fazer esse pedido retificador à Receita Federal. A vantagem que essa consulta do IR é bem simples de ser feita, já que foi criada para todos os públicos.

Essa consulta da restituição do IR é feita online, através da página da Receita Federal do Brasil, onde o trabalhador precisará preencher algumas informações pessoais para que tenha acesso à consulta do IR.

E, dessa forma, é exigido o número do cadastro de pessoa física, o CPF. Depois é possível consultar o ano de interesse, seguindo pela data de nascimento do contribuinte. Com todas as informações corretas, o trabalhador pode consultar a restituição do IR.

Outra opção para consultar a restituição do IR é através de uma unidade de atendimento da Receita Federal, sendo que nesse caso será necessário estar portando o CPF e o RG.

Recomendações da RF para consulta online do IR

A Receita Federal afirma que quando for informar os documentos, o contribuinte deve se atentar a alguns fatores, como ao CPF, que deve ser descrito por completo, inclusive, com o número verificador, mas sem separação de números, pontos ou traços.

Além disso, para consultar a restituição do IR será preciso informar a data de nascimento e esse número não deve ter traços, apenas algarismos, para o dia e o mês, além dos 4 dígitos do ano de nascimento.

E agora uma informação digital e tecnológica, saiba que para que a consulta do seu IR seja completa e correta, a Receita diz que o seu navegador usado precisa estar habilitado na opção e gravação de “cookies”.

Restituição do Imposto de Renda 2018: Consulta 1

Valor não foi creditado?

Aqui é muito importante considerar que o valor sempre é corrigido pela Selic, que é a nossa taxa básica de juros. No entanto, após cair na conta, ele não recebe mais a atualização monetária.

Agora, se você fez a consulta da restituição do imposto de renda, mas não recebeu o valor no prazo divulgado, considere que poderá entrar em contato diretamente em qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar no 146.

Da redação com informações da Receita Federal do Brasil