Por que regularizar o seu negócio?

Atualmente, regularizar o seu negócio é algo muito simples de ser feito. E que custa pouco. Esse motivo já é suficiente para você ter uma empresa formalizada, certa, justa, dentro da lei.

Como MEI (Microempreendedor Individual), por exemplo, você vai poder pagar um valor mínimo mensalmente e ter direitos a vários benefícios.

Por que regularizar o seu negócio?

E ainda vale citar a possibilidade de fornecer nota fiscal dos seus serviços prestados. Isso facilita na hora de declarar o imposto de renda assim como para dar confiabilidade à sua venda.

As empresas que têm frotas de carro, por exemplo, precisam de nota fiscal para a contabilidade de vendas, de repasse, de compra, de entrada de veículos, etc. E, sim, com a nota fiscal você vai abrir o leque de clientes e certamente você vai atrair mais pessoas também.

Por que regularizar?

Acima falamos bastante sobre a regularização de um negócio com base na emissão de notas fiscais, o que torna o negócio muito mais formal e correto.

Mas, você também deve considerar os benefícios que vai ter enquanto pessoa física. Isso porque um MEI tem direito à aposentadoria, por exemplo. Assim como tem direito ao auxílio-doença e ao auxílio-maternidade.

Por isso, regularizar o seu negócio, mesmo que ele esteja no início, é sim uma boa ideia. Ele vai te dar suporte fiscal para o seu crescimento. E logo você pode migrar de MEI para ME, por exemplo. Tudo dentro da lei.

Outro motivo é que o MEI pode contratar um funcionário. Portanto, ele é sim um empresário, de micro porte. E esse funcionário vai ter todos os direitos trabalhistas que teria em outra empresa, de maior porte.

Isso também é importante paro seu crescimento, para o aumento da sua produção, para as suas vendas. Então, há sim bons motivos para você se tornar MEI.

Como regularizar?

Quer conhecer um pouco mais sobre como regularizar a sua empresa? Você pode entrar no site do Sebrae porque lá tem todo o passo a passo de como se tornar um MEI.

Outra coisa é que lá tem vários tutoriais com especialistas dando dicas de como você pode conduzir o seu negócio de forma mais assertiva e mais lucrativa também.

Portanto, não deixe de consultar a página. Ainda mais porque o Sebrae tem papel importante na vida de muitos empreendedores.

Como vender?

Apenas para dar uma palhinha do que você vai encontrar no site do Sebrae, considere que precificar o seu produto ou serviço tem muita importante.

A dica é pesquisar o mercado. Mas, além disso, saiba que o preço é o conjunto de valores.

Por exemplo, você não deve vender mais barato apenas porque o seu concorrente está fazendo isso. Qual é o valor do seu produto? Isto é, o quanto você estudou para conseguir produzir isso?

Nem sempre vai ser justo você usar o preço do concorrente e nem mesmo deixar o cliente pagar quanto ele quiser. Você vai ter que estudar os gastos e o valor do produto antes de precificar ele.