Reforma da Previdência com idade para se aposentar

Finalmente o presidente Jair Bolsonaro bateu o martelo com relação ao texto da reforma da previdência. A notícia nova tem a ver, agora, com a idade mínima que é preciso ter para se aposentar e isso pode mudar muita coisa na vida das pessoas a partir desse momento.

Vale dizer que a reforma ainda precisa passar por alguns crivos políticos, mas, ao que tudo indica, o texto que já foi alterado várias vezes deve se manter até a sua aprovação. A principal mudança está para com a idade de homens e mulheres, que será um item obrigatório.

Reforma da Previdência com idade para se aposentar 1

Como era a previdência?

Na sua última mudança, a previdência social acontecia para aposentados que conseguiam ter uma boa pontuação, que era somada entre o tempo de contribuição com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) com a idade.

A soma deveria dar um certo número e isso fazia com que quem começasse a trabalhar desde cedo teria chances de se aposentador com menos idade. O resultado é que tinham pessoas se aposentando com menos de 50 anos.

Agora, a mudança está justamente no ponto que diz que é, obrigatoriamente, preciso ter uma idade mínima para se aposentar. E você vai descobrir qual é essa idade, que é diferente para homens e mulheres.

A idade mínima para se aposentar

Independente de quando tenha começado a trabalhar ou de quanto tempo tenha contribuído com o INSS, apesar de ter um mínimo, apenas mulheres com idade igual ou superior a 62 anos podem se aposentar. O mesmo vale para homens com idade mínima de 65 anos.

Os novos anúncios

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse que o a idade vai ser 65 e 62 ao final do período de transição. Isso quer dizer que a reforma ainda poderá passar por um período mínimo para que tudo aconteça.

E ele diz que esse período será de 12 anos.

O motivo é que são várias formas de se calcular esse processo “porque não existe um regime único em regiões próprias e também porque existem outros tipos de aposentadorias”.

O detalhamento será feito por ocasião da exposição que será feita no texto.

As novas mudanças no texto

Antes, o presidente defendia a idade de 65 anos para homens e de 60 anos para mulher. Agora, a mudança foi de 2 anos a mais para as mulheres.

Ele ainda falou sobre uma transição bem mais longa que era prevista para 20 anos. Agora, com a mudança nova, o prazo será de quase metade, 12 anos. .

“Nós conversamos e o presidente tem sensibilidade, ele entendeu também as condições da economia e fez a distinção do gênero entre homens e mulheres”, avaliou Marinho.