Pronúncia do Presidente sobre a nova previdência

O atual presidente Jair Bolsonaro se pronunciou em cadeia nacional sobre a reforma da previdência. E as falas resultaram em todos os detalhes dos motivos da reforma e por que ela deve acontecer com máxima urgência.

Confira o texto com base no que foi dito pelo presidente. E entenda como tudo deve funcionar nos próximos anos.

Pronúncia do Presidente sobre a nova previdência

A economia do país

– “Estamos determinados a mudar o rumo do nosso país e o nosso objetivo é claro: resgatar nossa segurança. Além de fazer a economia crescer e servir a quem realmente manda no país: a população brasileira”.

Após essa frase, Jair disse que enviou ao Congresso Nacional um pacote anticrime e que a partir de agora inicia o processo de criação de uma nova previdência. – “É fundamental equilibrarmos as contas do país”.

O motivo principal destacado por ele é que essa é uma forma de garantir que o sistema “não quebre”, como já aconteceu anteriormente em países diversos e estados brasileiros.

“Precisamos da garantia de que hoje e sempre todos receberam os seus benefícios em dia e o governo tem recursos para ampliar investimentos na melhoria de vida da população e na geração de empregos”, comentou.

A nova previdência

Na opinião de Bolsonaro, a nova previdência será justa para todos e sem privilégios para ricos ou pobres, nem mesmo para servidores públicos, políticos ou trabalhadores privados.

– “Todos seguirão as mesmas regras de idade e tempo de contribuição. Também haverá reforma do sistema de proteção social, dos militares”.

Para ele, isso é importante para respeitar as diferenças entre as pessoas, mas de forma justa. “Com justiça, quem ganha mais contribuirá com mais e quem ganha menos contribuirá com menos ainda”.

O presidente afirmou em discurso que atualmente as pessoas mais pobres se aposentam por idade enquanto que os mais ricos se privilegiam apenas com as contribuições sem se preocupar com a idade mínima, que até então era de 60 e 65 anos para mulheres e homens.

As novas regras

– “A nova previdência fará a equiparação às pessoas de todas as classes vão se aposentar com a mesma idade, mas isso não ocorrerá do dia para a noite. Estão previstas regras de transição para que todos possam se adaptar ao novo no tocante aos direitos adquiridos”.

Logo, o presidente explicou que quem já está aposentado ou para quem já completou os requisitos para se aposentar haverá tempo para a adaptação.

– “Também fazem parte da nova previdência o combate às fraudes e as medidas de cobrança aos devedores da previdência. Os projetos seguirão hoje ao congresso para um amplo debate sob o comando dos presidentes: da câmara, Rodrigo Maia e do senado, Davi Alcolumbre”.