“Perfeita é a mãe” lições que podemos aprender com o filme 

A narrativa do filme “Perfeita é a mãe” traz a realidade da rotina vivida por mães que precisam conciliar, muitas vezes, trabalho, estudos, os serviços domésticos e os vários papéis que são atribuídos às mulheres ao longo de suas vidas. 

O filme retrata da forma mais real possível os desafios enfrentados por três mães totalmente diferentes. Mostra como não existe um perfil ideal para exercer essa “função” tão importante que é ser mãe e todas as responsabilidades envolvidas diante desse contexto. 

A história pode ser inspiradora para aquelas mulheres que já estão um pouco saturadas com a rotina cansativa que levam. Acompanhe, neste artigo, algumas lições que podemos aprender com o filme. 

filme
Foto: Reprodução/internet

A história contada no filme

A narrativa conta a história de três mães com histórias completamente diferentes, sendo interpretadas por Mila Kunis que leva um casamento monótono e luta para administrar a vida profissional com a responsabilidade de ser mãe.  

Kristen Bell que acredita ter um casamento perfeito, enquanto desempenha o papel de dona de casa, tomando para si toda a carga de cuidar dos filhos praticamente sozinha, enquanto seu marido não ajuda com praticamente nada. 

Temos também, a “rebelde” Kathryn Hahn, que diferentemente das outras duas mães, é solteira, e tem uma relação um pouco conturbada com o seu filho adolescente. Durante a narrativa, essas três mulheres se encontram por uma obra do acaso, após uma reunião escolar frustrada.

A decepção se dá não apenas por se considerarem mães péssimas, mas também devido as frutrações com a vida pessoal, que faz com que seus destinos se cruzem de uma maneira inusitada e divertida. Mas afinal, o que podemos aprender com a história? 

#1 Lição 

Nem tudo é culpa sua

A frustração das três mães por acreditarem que não são boas o suficiente, faz com que elas estejam cada vez mais buscando validar esse papel, anulando as suas próprias vontades. 

No entanto, isso se torna algo destrutivo para elas, que por tentarem “abraçar o mundo” acabam tendo uma vida amorosa e profissional completamente decepcionante. Como é o caso de Amy, que descobre uma traição de anos por parte do seu marido. 

Além disso, a moça acaba sendo demitida de seu emprego, e esse turbilhão de acontecimentos, faz com que ela comece a tentar pensar um pouco mais no que realmente quer para a sua vida e entender que, apesar de todos os seus esforços, nem tudo saiu como o esperado.

Ela aprende que tá tudo bem com isso, nem tudo é culpa dela. Com isso, acaba se permitindo viver novas experiências, como encarar um novo romance e parar de viver exclusivamente em função dos seus filhos. 

#2 Lição

Evite comparações

Essa lição, foi aprendida pela personagem Carla, interpretada por Kathryn Hahn. Ela descobre, que, apesar de ser uma mãe diferente das outras duas, no sentido de que nunca se contentou com o papel de senhora do lar, pode sim ensinar boas lições para o seu filho. 

No início, Carla se compara com as outras mães da escola, a começar pelo seu linguajar e estilo de se vestir, que foge completamente do das demais mães dos alunos da escola que seu filho estuda. 

Ela entende que não adianta se comparar com outras mães, pois isso é algo completamente destrutivo. Afinal, nunca sabemos os desafios enfrentados por cada mãe, e se basear em uma visão superficial das coisas não é nada saudável. 

3# Lição

Você não pode abraçar o mundo

Kristen Bell é considerada aquele tipo de mãe “perfeita” que faz absolutamente tudo pelos filhos, enquanto seu marido não ajuda em absolutamente nada. Ela tem filhos pequenos e por isso exige atenção redobrada. 

A jovem se desdobra para deixar tudo em ordem na casa, arrumando absolutamente tudo e ainda desempenhando o papel de mãe “solteira” já que o seu companheiro não divide as tarefas com ela. 

No entanto, a jovem chega em um estado de exaustão que a faz perceber que ela não é capaz de abraçar o mundo e tomar para si todas as responsabilidades do mundo. Isso faz com que ela exija muito mais entrega do seu marido na divisão tarefas domésticas e nos cuidados com os filhos. 

Além de fazê-la olhar para si mesma com admiração e cuidado, fato que reflete completamente em sua aparência. 

Conclusão

Essas lições aprendidas pelas personagens do filme, foram muito importantes para que as suas vidas melhorassem. Olhar para a vida com mais equilíbrio e entender que o papel de mãe não requer, obrigatoriamente uma auto-anulação, é muito importante para levar uma vida com mais leveza e principalmente de maneira mais saudável. 

Busque sempre priorizar a si mesma, isso não é uma atitude egoísta, afinal, se estiver de bem consigo, isso refletirá em todas as outras funções das quais você precisa realizar.