Descubra como funciona o Pagamento do Fies

Você sabe como funciona o pagamento do Fies (Financiamento Estudantil)? Essa é uma dúvida muito comum na vida das pessoas que buscam essa forma de começar a estudar em um curso superior.

O programa social oferece muitas vantagens aos interessados, sendo que elas também acontecem com o pagamento do Fies, já que você pode começar a pagar as parcelas assim que encontrar um emprego com carteira assinada.

Descubra como funciona o Pagamento do Fies 1

Dessa forma, durante o período em que estiver estudando, o beneficiário precisará apenas arcar com os custos das taxas de juros, quando não houver a isenção delas. Descubra como funciona o pagamento do Fies.

O que é o Fies

O Fies é um programa do governo federal que foi criado em 1999 e na ocasião substituiu o Programa de Crédito Educativo (PCE). Com o novo formato, ele passou a ser destinado aos cursos de graduação do ensino superior.

E a ideia centralizadora passou a ser de financiar os cursos para pessoas que não tem todas as condições financeiras para arcar com os gastos de uma formação acadêmica desse nível. Em 2010, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) tornou-se responsável.

E nesse ano, os juros caíram 3,4%. Portanto, essas informações são importantes para você entender mais sobre o pagamento do Fies. E leve em conta que para participar é preciso participar do processo seletivo e saber se a instituição participa do programa também.

Pagamento do Fies

Para entender o pagamento do Fies, considere que existem 2 modalidades de financiamento nos dias de hoje, sendo: para estudantes com renda de até 3 salários mínimos e para quem tem renda até 5 salários mínimos por pessoa na família.

No primeiro caso, o financiamento é feito sem o acréscimo de juros e é totalmente pago pelos recursos públicos. Na outra opção, (P-FIES), o financiamento é feito pelos bancos parceiros do programa e por outras instituições financeiras, com juros.

Agora, para se inscrever no Fies e participar do programa, não há custos.

E a regra do pagamento do Fies é a seguinte: enquanto estiver matriculado no curso, o estudante precisa pagar um valor mensal que é determinado em contrato e que tem a ver com os juros do financiamento.

A novidade para 2018 é que os estudantes não tem o período de carência para começar a quitar o empréstimo, sendo que as parcelas passam a ser descontadas do salário do estudante quando ele consegue um emprego com carteira assinada.

Participar do Fies

Para participar do Fies, o interessado precisa cumprir alguns requisitos, como ter renda mensal familiar de até 5 salários mínimos per capital e não ter concluído o ensino superior, sendo que o pedido pode ser feito independente do ano que ele tiver.

Outro requisito para o cadastro no Fies é ter participado de alguma das edições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2010, com uma nota mínima de 450 pontos e não ter zerado a prova da redação.

Da redação