Saiba o que mudou com o novo investimento da NuConta

O Nubank fez um novo anúncio sobre os seus investimentos. Para aderir e conseguir novos clientes, o banco agora tem uma opção de aplicação financeira que tem a garantia do FGC, o Fundo Garantidor de Crédito.

O RDB, que é o Recebo de Depósito Bancário, está disponível para todos os clientes do banco e o dinheiro depositado na conta pode ser investido nele, automaticamente e sem custos. O rendimento está acima da poupança, sendo de 6,4% ao ano.

Saiba o que mudou com o novo investimento da NuConta

Esse rendimento de 100% do CDI é o mesmo que já acontecia antes. No entanto, antes a NuConta aplicava os recursos em títulos públicos. Agora, o cliente pode optar por investir em RDBs, que são como CDBs e podem ser usados para vários fins.

O FGC e o RDB

O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é um órgão que é responsável por dar segurança à vários investidores e bancos no país. Ele assegura que algumas pessoas recebem seus recursos caso o banco entre em falência, por exemplo.

Por outro lado, a garantia só vai até R$ 250 mil por CPF e, para muita gente, o FGC tem a mesma garantia do Governo Federal, que assegura dos títulos públicos.

Calma que você vai entender porque estamos falando nos próximos tópicos. Vamos explicar o que exatamente mudou na NuConta e se é melhor optar por ativar o investimento em RDB. Continue lendo.

De títulos públicos para RDB

A primeira mudança é justamente o fato de que antes o dinheiro que ficava guardado ou era depositado na NuConta iam para os títulos públicos.

Agora, quem quiser pode optar para que o dinheiro vá para RDB, que é um tipo de aplicação financeira que é garantida pelo FGC, o Fundo Garantidor de Crédito.

Os títulos públicos não tem o FGC como garantia porque já tem a garantia do governo federal, o que tende a demonstrar que também é seguro.

O que não mudou

Já na lista das coisas que não mudaram estão os rendimentos e os impostos. Tanto os títulos públicos como no RDB os rendimentos são de 100% do CDI para quem deixa o dinheiro na conta.

Isso dá por volta de 6,4% ao ano, o que é bem acima dos 4,5% ao ano da poupança.

Já quanto ao imposto de renda, ele segue a tabela regressiva, ao passo que o dinheiro que fica lá por mais tempo paga menos imposto do seu rendimento. E o IOF só é cobrado da rentabilidade para aplicações menores do que 30 dias.

Vale a pena mudar?

O próprio Nubank diz que não vale a pena mudar o dinheiro que já está lá porque conta dos impostos. Mas, para os novos depósitos, isso fica a critério de cada cliente.

“Como hoje os dois modelos rendem 100% do CDI não vale a pena mudar o dinheiro já colocado lá”.

E, aliás, a mudança é optativa e pode ser feita quando e se o cliente quiser. Ao passo que o que mudou foi a questão da garantia, já que tanto rendimentos como impostos continuam sendo os mesmos.