Confira qual é o novo calendário de pagamento do PIS e do PASEP

Você sabia que já começou a ser pago o abono salarial do PIS/PASEP do ano base de 2018? Isso significa que tem dinheiro extra no mercado. Aliás, esta questão é bem legal para o trabalhador felizardo que tem direito ao PIS ou ao PASEP.

Para quem não sabe, o PIS é pago aos trabalhadores que prestam serviço à iniciativa privada. Enquanto isso, quem é concursado (ou seja, servidor público), recebe o pagamento do PASEP.

Confira qual é o novo calendário de pagamento do PIS e do PASEP
Foto: (reprodução/internet)

Assim, se você tem direito ao PIS, vai receber o dinheiro na Caixa Econômica Federal. Já para os funcionários públicos, o recebimento do dinheiro extra do PASEP vai ser no Banco do Brasil.

A ideia que queremos com este conteúdo é justamente falar sobre o calendário de pagamento desses benefícios. Então, abaixo, confira essas dicas para você ficar antenado e saber como receber o seu dinheiro extra. Que, afinal de contas, nesse momento de crise pode fazer toda a diferença.

Entenda melhor do que se trata o Abono Salarial PIS/PASEP

Com certeza você já entendeu que tem a chance de poder contar com um dinheiro a mais neste ano, caso seja um trabalhador brasileiro. No entanto, queremos te explicar melhor do que se trata este benefício.

Para explicar em palavras um tanto quanto resumidas, podemos dizer que o abono é uma quantia em dinheiro que é paga todo ano para alguns trabalhadores.

A diferença entre o PIS e o PASEP

É obrigatório que esses desempenhem atividades laborais em empresas privadas ou em órgãos públicos que façam uma contribuição periódica com o Programa de Integração Social, que é o PIS, ou com o Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público, que é o PASEP.

Diante desta contribuição, os trabalhadores destes respectivos lugares podem chegar a receber o valor de um salário mínimo. Portanto, trata-se de uma quantia bem considerável.

Benefícios são regulamentados por lei

O enfoque do PIS é conceder aos empregados uma integração com o desenvolvimento empresarial. Ele nasceu após a criação da Lei Complementar número 7/1970. Desde então, o pagamento deste benefício acontece pela Caixa Econômica Federal.

Paralelamente, a criação do PASEP aconteceu pautada na Lei Complementar número 8/1970. Apesar de ser muito parecido com o PIS, o seu público-alvo é outro: funcionários públicos.

As entidades que investem para que o abono aconteça são: Estados, Municípios, União e Distrito Federal. Enquanto o PIS é pago pela Caixa, o pagamento do PASEP acontece através do Banco do Brasil.

O funcionamento do calendário do PIS

O calendário do PIS é bem fácil de ser analisado. Por exemplo, se você é nascido no mês de julho, com certeza já deve ter recebido. Isso porque o valor foi disponibilizado a partir de 25 de julho. E você pode receber até o ano que vem, na data de 30 de junho.

Já para quem nasceu no mês de agosto, o pagamento do PIS também está próximo, sendo a partir do dia 15 de agosto. Ele também irá até o último dia de junho do próximo ano.

Pagamento é feito no seu respectivo mês de nascimento

O calendário do PIS é baseado no mês em que você nasceu. E, de maneira geral, todo mundo vai poder receber o benefício até o dia 30 de junho de 2020.

Portanto, o que muda é o começo, quando você poderá começar a sacar o PIS. É válido ressaltar que esse pagamento tem data variada durante o mês de aniversário dos beneficiários.

O calendário do PIS integral está disponível no site da Caixa. Ele pode ser acessado a qualquer momento, pois é online e a consulta não tem custos.

O calendário do PASEP

Já o calendário de recebimento do PASEP é para você que é funcionário público e quer receber um dinheiro a mais em seu orçamento neste mês.

No caso do PASEP, você vai ver que tem gente que já começou a receber também. Aí, nesses casos, a pessoa pode ir lá no Banco do Brasil sacar o seu dinheiro.

Porém, se você tem o final da inscrição 1, por exemplo, saiba que o pagamento do PASEP só começa em 15 de agosto. O que também é uma data próxima.

Esteja atento ao seu número de inscrição

O pagamento do PASEP também fica dependendo do final do seu número de inscrição. Portanto, você vai ter que estar bem atento quanto a esta numeração.

Ah, o calendário do PASEP também fica disponível de forma online e é gratuito, no site do Banco do Brasil. É sempre ideal que você saiba sobre o calendário para que não vá até a agência em datas incorretas e acabe perdendo o seu tempo.

Como fazer para receber os benefícios?

Se você é trabalhador da iniciativa privada, é preciso ir até uma agência da Caixa Econômica Federal. Então, lá eles vão poder te informar melhor sobre como você deve proceder para poder ter acesso ao seu dinheiro.

Já para quem é funcionário público, o correto é se dirigir a uma agência do Banco do Brasil. Com isso, será possível te informar melhor a respeito do procedimento necessário para realizar o saque do benefício.

Como é definido o valor do abono?

Para definir quanto será pago a cada funcionário, é considerada a quantidade de meses que foram trabalhados no ano que antecede a data de início dos pagamentos.

Então, o valor fica definido da seguinte forma: se o empregado trabalhou apenas um mês do ano de 2018, ele irá receber 1/12 da quantia de um salário mínimo, que atualmente está fixado em R$ 998.

No entanto, se o seu tempo de trabalho durou o ano todo, nada mais justo que você receba o valor total do salário mínimo atual nesta liberação do benefício.

Descubra o que precisa ser feito para sacar o dinheiro

Quem for da categoria do PIS, tem duas formas diferentes de realizar o saque do abono. Aqueles que possuem o Cartão do Cidadão juntamente com uma senha cadastrada, podem ir até um terminal de autoatendimento da Caixa Econômica ou até mesmo em uma casa lotérica.

Mas, caso não tenha esse cartão, o recomendado é que o beneficiário vá até qualquer agência da Caixa. Para esses casos, basta apresentar a carteira de identidade.

Se você pertence à categoria do PASEP, verifique se o dinheiro já não foi depositado na sua conta. Se ainda não aconteceu, é necessário que você busque uma agência do Banco do Brasil para agilizar o processo. Vá com a carteira de identidade para apresentação.