Nota Fiscal Paulista e sua importância para o consumidor

A Nota Fiscal Paulista é um programa que o Governo do Estado de São Paulo criou para evitar a sonegação de impostos por parte dos estabelecimentos comerciais. Só que do lado do consumidor, isso foi bem vantajoso porque dá para ganhar dinheiro. Saiba mais.

Você já passou pela situação de estar efetuando o pagamento de uma compra e o lojista te perguntar se você quer “CPF na nota”? Possivelmente, se trata da nota fiscal paulista, que tem a sigla de NFP. E você pode optar por querer esse documento ou não.

Nota Fiscal Paulista e sua importância para o consumidor

Agora, será que vale a pena pedir a nota? A gente vai falar sobre alguns pontos para você buscar as melhores respostas para você mesmo. E vale considerar que esse é um programa válido em todo estado de São Paulo.

Por que é bom para o consumidor?

Primeiro, vamos explicar por que motivos a nota fiscal paulista é bom para o consumidor. Então, considere que a ideia é devolver uma parte (bem pequena) dos impostos pagos (especialmente do ICMS) nas compras ao consumidor.

Agora, claro que esse valor é bem pequeno viu. E tem mais, nem todos os produtos tem boas porcentagens. Alguns não têm, nada de retorno. Mas, de um modo geral, ainda que seja pouco, saiba que é um dinheiro extra que pode somar alguns bons valores no fim do período.

E isso porque além desse retorno sobre os impostos também acontecem sorteios. E muita gente pode ganhar alguns reais a mais de crédito na conta. Então, tem histórias de pessoas que conseguem bons valores com a nota fiscal paulista.

Por que não seria bom para o consumidor?

Aí, muita gente tem medo de pedir a nota fiscal paulista por ficar receoso que a Receita Federal possa ficar de olhos atentos nisso. Mas, o governo paulista garante que não há o cruzamento de dados com o governo federal.

Aí, vale considerar ainda que a partir de R$ 25 de crédito já dá para pedir o resgate em determinadas épocas do ano. Além de ter o dinheiro na conta, a pessoa pode descontar também no valor do imposto do carro, o IPVA, o que é uma ótima ideia, não?

Como se cadastrar na NFP?

Saiba que o cadastro na nota fiscal paulista não é obrigatório para participar do programa. Isso porque logo que pede o CPF na nota, o consumidor já começa a participar automaticamente. Por outro lado, o cadastro pode ser importante para outros fins.

Por exemplo, ao se cadastrar no site, o consumidor pode ver quanto tem de saldo disponível e pode também pedir o resgate, respeitando o prazo do governo. Por lá dá para ver até mesmo os valores que são pagos sobre os impostos e as compras feitas.

O acesso e o cadastro são gratuitos. Agora, considere que também existe o aplicativo de celular. Ele também é grátis para o Google Play e o App Store. Ficou interessado? Aprenda como se cadastrar de graça através do site da Fazenda de São Paulo.