Nomes indígenas: conheça seus significados

Não importa em qual local do Brasil você mora, sempre lembrará de algum bairro, comida ou algum conhecido com nome indígena. Isso acontece porque eles estão tão incorporados na nossa cultura. Mas talvez você ainda não tenha reparado já que poucas vezes paramos para pensar em seus significados.

Quando os pais escolhem um nome indígena para seu bebê, eles estão valorizando a principal raiz cultural brasileira, os primeiros donos do território brasileiro. Vale destacar que, em geral, devido a sua forma de vida, os índios nomeavam suas crianças de acordo com fenômenos da natureza, dos animais e etc.

Nomes indígenas: conheça seus significados
Fonte: (Reprodução/Internet)

Nomes indígenas femininos

Provavelmente, por ser a língua que foi mais falada no Brasil durante mais de 200 anos, muitos dos nomes indígenas femininos são de origem tupi. Vale destacar que é bem comum que os indígenas deem nomes aos filhos com base em suas condições de nascimento.

Nomes indígenas: conheça seus significados
Fonte: reprodução/internet

Mayara ou Maiara (+ 75 mil pessoas no Brasil)

Esse nome tem duas possibilidades de origem indígena: uma tupi e outra uapixana. Na variante Tupi, o nome é uma combinação dos elementos maya (que significa “mãe”) e aryia (que significa “avó representa a mãe”), então significa “bisavó”.

Enquanto isso, em uapixana (tribo indígena arawak que vivia na parte alta do rio Acre), Mayara significa literalmente “bicho”.

Janaina (quase 211 mil pessoas no Brasil)

A origem divide os pesquisadores, mas há duas teorias possíveis: uma é do afro-brasileiro de língua iorubá, em que Janaína é um dos nomes da deusa Iemanjá.

O outro é baseado na fusão de crenças e lendas africanas e indígenas. Aqui, Janaína será uma bela cabocla que nascerá na tribo Goitacás, no sul do Espírito Santo.

Iara ou Yara (120 mil)

De acordo com o censo, a raiz Tupi-Guarani que leva o nome de Iara (ou Yara) atraiu mais de 120 mil pessoas no Brasil. O nome significa “Senhora Água”, “Mãe da Água”, “Beleza da Água” ou “Mãe”.

Kauane ou Kauany (25 mil)

O nome feminino de Kauã ou a variante feminina de Cauã tem quase 25 mil cadastros no Brasil, e possui o significado “gaviões”. De acordo com os costumes indígenas, o nome foi dado a todas as aves de rapina da família dos falcões.

Thaynara ou Taianara (cerca 2 mil pessoas)

Esses nomes são semelhantes a Tainá ou Thainá, e seu significado simbólico é próximo ao significado sagrado, que significa “estrela”, “perfeito” e “iluminado”.

Na tradição indígena, Tainá-kan é um nome lendário que conta a história de Tainá: uma estrela respeitada pelos índios como se fosse um deus. Ela é responsável por ensinar seu povo a cultivar mandioca.

Nomes indígenas masculinos

Entre os nomes masculinos, é possível observar sentidos relacionados ao mundo. Além de ser comum também que façam referência ao mundo animal, à caça e outras práticas comuns às vidas e rotinas indígenas, bem como àquilo que os cerca.

Nomes indígenas: conheça seus significados
Fonte: reprodução/internet

Kauã, Cauan, Cauê ou Kauan

Aves de rapina geralmente carregam símbolos importantes que existem no imaginário brasileiro, como força, inteligência, velocidade e visão. Gavião significa sinais de alerta para essas tribos. Se uma ou mais águias sobrevoam a área tribal pela manhã, isso indica que algo importante acontecerá à tarde.

Kaique ou Caíque (100 mil pessoas)

Kaique é apenas uma variação do nome Caíque, portanto ambos os nomes possuem origem tupi. O nome carrega um sentido de habilidade que é importante à comunidade indígena. Significa “ave aquática” ou, ainda, “aquele que desliza sobre as águas”.

Moacir (80 mil registros)

Entre os nomes indígenas masculinos, Moacir é um dos nomes mais populares do Brasil, com cerca de 80 mil nomes registrados. Vem do tupi mbo’a’su ira, que combina duas palavras tupi: mbo’a’su (que significa “dor” ou “ferimento”) e raiva (que significa “ausência“). Portanto significa  “o que vem da dor”, “dolorido, magoado” ou “o que faz doer, o que magoa”.

Jurandir (quase 50 mil pessoas)

Jurandir é um nome nativo Tupi, que combina o significado de “jura”, a saber, “boca” e “ndieira”, que significa “abelha”. Portanto, seu significado está relacionado a “boca doce” e “falante de palavras doces”. De acordo com o censo, cerca de 50.000 pessoas no Brasil estão registradas com esse nome.

Ubirajara (15 mil)

Na tradição indígena, quem é muito bom em pescar, lutar ou caçar com lança se chama Ubirajara, cujo nome vem do tupi, übürai’yara, que significa literalmente “senhor da lança, senhor da vara”. Quase 15.000 pessoas no Brasil usam esse nome.