Serasa lista os principais mitos sobre o Serasa Score

O Serasa Score é uma forma que as pessoas brasileiras têm de saber a sua pontuação financeira. Isto é, como o mercado financeiro a vê. Obviamente, quanto maior a pontuação, maiores as possibilidades de acessar crédito e produtos no mercado.

Só que tem muita gente que tem muita dúvida sobre isso. E o Serasa criou uma lista com 6 mitos sobre o Serasa Score. Continue lendo para saber.

Serasa lista os principais mitos sobre o Serasa Score

Mito 1 – Colocar o CPF na nota para aumentar os pontos

O Serasa diz que a inclusão do número do CPF na nota fiscal não faz parte das informações que são importantes e usadas para o cálculo do Serasa Score. Portanto, “colocar ou não colocar o seu CPF na nota não afeta a sua pontuação”.

Mito 2 – O score aumenta rapidamente após pagar a dívida

Essa também não é uma verdade, segundo o Serasa. Isso porque a regularização da dívida é indicada para aumentar a pontuação financeira, mas existe um tempo entre fazer isso e os pontos subirem. Nada acontece rapidamente, como muita gente acha.

“Não existe fórmula mágica para aumentar o Serasa Score rápido”, diz a empresa. Assim, o ideal é quitar as dívidas logo, para que o nome fique limpo o quanto antes. A Serasa ainda avalia que quando alguém diz que limpa o nome instantemente, quase sempre, trata-se de golpes!

Mito 3 – Todas as dívidas vão para o histórico financeiro

Esse é um mito que é um dos que as pessoas mais acreditam. Mas, a Serasa faz o alerta. “Os débitos com mais de 5 anos não são considerados nos cálculos do Serasa Score”. Portanto, ainda que a dívida não caduque, as informações não são usadas nessa pontuação.

Inclusive, dá para considerar que com base no Código de Defesa do Consumidor, as dívidas prescrevem 5 anos após o vencimento. Assim, o nome do consumidor pode sair da lista de inadimplentes, mesmo que ela continue existindo.

Mito 4 – O Serasa só usa os dados negativos

A verdade é que o Serasa usa todo o seu banco de dados para formar a pontuação de cada pessoa, em cada CPF. Portanto, isso inclui os dados cadastrais e os pontos negativos e positivos, também.

Além dos “comportamentais em relação ao pedido de crédito no mercado”.

Mito 5 – Só tem um jeito de fazer o cálculo do Score

O Serasa Experian conta que existem várias formas de calcular o score financeiro de uma pessoa. E o Serasa Score é um deles. “Outros birôs têm maneiras diferentes de pontuar o consumidor”, diz a empresa.

Por isso, vale considerar outra coisa. As informações usadas podem ser diferentes. E, por isso, pode ser que seu ponto mude de uma empresa para outra. O fato que não muda é “quanto mais atualizado as informações, mais próximo da realidade a pontuação será”.

Mito 6 – Quem tem renda alta tem maior pontuação

Para terminar o conteúdo, vamos falar de um dos maiores mitos que giram em torno do score financeiro. Quem tem renda alta tem maior pontuação? Não. Na verdade, o salário e os seus valores não afetam a pontuação do Serasa Score.

“O importante para o seu score são os hábitos financeiros, como pagar as contas em dia e evitar o endividamento”.