As melhores maneiras de apresentar comida para uma criança

A alimentação infantil é um assunto muito importante. No entanto, apesar dos pais saberem do seu valor, eles o evitam porque é muito complicado apresentar uma variedade muito grande de comida para os seus pequenos.

Na maioria das vezes, a criança come somente o que gosta. Então, quando é desafiada pelos pais a comer algo novo, ela tenta de todo jeito evitar, fazendo birra e até mesmo vomitando o alimento novo.

Diante disso, os pais se encontram diante de um desafio: como apresentar comidas saudáveis para uma criança? A seguir, veja dicas valiosas que poderão fazer o seu filho comer alimentos novos!

As melhores maneiras de apresentar comida para uma criança
Foto: (reprodução/internet)

Alimentação infantil e egoísmo da criança

Antes de qualquer coisa, vamos falar um pouco sobre o porquê de seu filho não entender o esforço que você está fazendo para ele ficar saudável.

Nós, adultos, possuímos a empatia, que é a capacidade de pensar nas emoções das outras pessoas. Ou seja, nós podemos refletir sobre os nossos atos para não fazer algo que magoe alguém. 

Antes dos cinco anos de idade, dificilmente você verá uma criança com empatia, porque elas são naturalmente egocêntricas. Em vista disso, elas só pensam em si mesmas, contudo, não é que isso seja maldade delas, mas sim que não conseguem pensar no que as outras pessoas sentem!

Só depois dos cinco anos que elas naturalmente desenvolvem a empatia. Então, seu pequeno tem sim coração, só que ele desenvolve a capacidade de pensar nos outros somente quando estiver maior.

1. Dê mais de uma vez o alimento

Aposto que você, mamãe, já preparou para seu filho aquele alimento novo de maneira tão carinhosa que até te deu água na boca. Contudo, na hora de dar ao bebê, ele nem quis provar e, quando provou, cuspiu a comida para fora na hora.

Que egoísta! Você pensou. Mas acalme-se, esse foi somente o primeiro teste. Em outro dia, tente dar novamente e, se ele não quiser, tente de novo em um outro dia.

Sabia que uma pessoa pode provar um alimento mais de 10 vezes e não decidir se gosta dele ou não? Com seu filho é a mesma coisa. No começo, o gosto novo é estranho, mas depois de algumas tentativas aparentemente fracassadas, ele vai se acostumando com o alimento, até que passe a comê-lo normalmente.

Persistência!

2. Varie nas apresentações dos alimentos

As melhores maneiras de apresentar comida para uma criança
Foto: (reprodução/internet)

Quando o assunto é apresentar um alimento, as coisas vão além do que somente o sabor do alimento. A forma com que ele é apresentado também conta muito. Por exemplo, um bebê pode não gostar de cenoura raspada, mas pode funcionar cozinhar a cenoura junto com o arroz.

Tanto a cor como a textura dos alimentos influenciam muito na aceitação ou rejeição por parte da criança. Desse modo, se você quer apresentar um alimento novo, misture ele com alimentos conhecidos das mais diversas formas. 

Apresentar um prato colorido, formando desenhos, pode estimular muito o apetite do pequeno. Logo, exercite a sua criatividade para criar algo atrativo para seu filho!

3. O ambiente também importa

O prato está lindo, colorido e muito apetitoso. Contudo, você está estressada com o seu marido por uma das bilhões de causas possíveis. Enfim, o clima na cozinha está horrível, com vozes alteradas para todo o lado.

Esse ambiente de irritação e estresse faz a criança ficar irritada. Então, se estiver provando um alimento novo, ela terá muito mais chance de rejeitá-lo. 

Portanto, nada de briga na frente dos filhos, pois além de dificultar a sua adesão a novos alimentos, também faz mal para sua saúde mental.

4. Sem distrações

Sabe quando você está indo almoçar e aparece um imprevisto urgente que exige que você saia de casa como um raio e fique fora por horas? Então, nesses momentos, por nos distrairmos, podemos até mesmo nos esquecer por um tempo que estamos com fome.

Na alimentação infantil, o estímulo para se distrair não tem que ser tão grande. Basta ela sair de perto do prato de comida correndo atrás de um cachorrinho ou achar algum brinquedo.

Por isso, evitar as distrações na hora de comer é essencial para que ela fique focada somente em comer. Se não, nada de comer, e muito menos de comer alimentos novos.