Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto

A gravidez é um momento muito delicado, que geralmente deixa as mamães à flor da pele. Seja pela grande quantidade de hormônios no corpo ou pela ansiedade ocasionada pela chegada do bebê. Quanto mais próximo o fim da gestação, mais a ansiedade pré trabalho de parto se apresenta.

Além da ansiedade, também há o medo que se apresenta frente ao desafio do parto, seja ele normal ou cesárea. A questão é que existem diversos fatores que podem deixar as futuras mães aflitas, por isso, separamos dicas, métodos e alguns truques para ajudar a controlar as  emoções na reta final, confira nos próximos tópicos.

Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
mFonte: (reprodução/internet)

Ansiedade pré trabalho de parto

Pensamentos positivos, felicidade e satisfação, são sentimentos normalmente associados ao período de gestação de mulheres do mundo inteiro. Contudo, é importante relembrar que este é o momento onde essas futuras mães estão mais suscetíveis a suas próprias emoções.

Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
Fonte: (reprodução/internet)

É neste momento que mulheres começam a preocupar-se com a hora do parto e com a crescente expectativa da chegada de um novo membro. Além disso, existem diversos fatores que podem implicar no medo de dar à luz, e um deles pode ser identificado pela escolha do método, cesárea ou normal.

Mamães do mundo inteiro acabam criando expectativas sobre este momento, muitas desejam um parto normal e humanizado, onde o bebê é recebido sem grandes traumas. No entanto, em alguns casos, acabam existindo frustrações por não conseguir o posicionamento correto do neném para o procedimento.

O que é ansiedade e o que pode ocasionar

Todo ser humano está sujeito a sentir ansiedade, esse estado se dá pela perturbação, preocupação ou mesmo pelo desassossego psicológico. Esta inquietação pode ser desencadeada por gatilhos diários, inclusive pelo cansaço físico que a gravidez pode ocasionar. Confira uma lista de fatores que podem estimular a ansiedade:

  • Medo da dor do parto;
  • Expectativas sobre o procedimento (cesárea ou normal);
  • Ânsia pela chegada da criança;
  • Receio de complicações;
  • Receio de não estar pronta para a chegada do bebê.
Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
Fonte: (reprodução/internet)

Como identificar os sintomas de ansiedade

Muitas vezes as pessoas têm a impressão de estarem sendo acometidas por algum transtorno psicológico, mas não conseguem identificar se é de fato um transtorno, ou apenas uma crise isolada. Tendo esta dificuldade em vista, elaboramos uma lista com alguns dos sintomas que podem ser apresentados caso a perturbação seja extrema:

  • Oscilação cardíaca;
  • Estresse e insônia;
  • Sensação de formigamento nos pés e nas mãos;
  • Sentimentos de medo e aflição;
  • Ganho ou perda de peso em excesso;
  • Preocupação e expectativas extremas;
  • Instabilidade emocional e elevação da pressão arterial.

Dicas para controlar a ansiedade do trabalho de parto

Agora que já apresentamos alguns dos fatores que podem ocasionar a ansiedade durante o trabalho de parto e durante a própria gravidez. Podemos elencar algumas dicas preciosas de mulheres que já enfrentaram a ansiedade durante todo o processo de gravidez, esses ensinamentos foram compartilhados na busca de auxiliar as mamães de primeira viagem.

Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
Fonte: (reprodução/internet)

Vale ressaltar que, apesar das dicas que serão apresentadas, é necessário um acompanhamento psicológico especializado. Por isso, recomendamos a procura de um profissional de saúde qualificado para a orientação de tratamentos adequados para o transtorno de ansiedade.

As dicas aqui disponibilizadas não possuem validade científica, são conhecimentos compartilhados por mães e que podem ser muito úteis para ocupar e distrair a mente. As informações foram escolhidas tendo como objetivo ajudar a evitar que pensamentos intrusivos prejudiquem a saúde mental durante a gestação.

Evite criar expectativas

Não é só durante a gravidez que as expectativas são criadas. As mães mais experientes alertam para este tipo de projeção, que pode acabar se transformando em uma série de frustrações capazes de gerar ou agravar a ansiedade e a depressão. É preciso ter em mente, que o processo de gravidez envolve “n” fatores, inclusive a instabilidade emocional.

Saiba lidar com as frustrações

Uma das partes mais difíceis da gravidez é ter a consciência de que nem tudo vai sair conforme o planejado. Por exemplo, a provável data de nascimento da criança normalmente acaba sendo outra. Muitas mães inexperientes se preparam para o dia “previsto” pelos médicos e acabam se frustrando quando o nascimento ocorre antes ou depois do aguardado.

Elabore um checklist

Criar listas com as demandas até o nascimento da criança pode ser uma alternativa para tirar o pensamento do que está por vir. Assim, as mamães de plantão podem visualizar o que ainda falta e o que já foi concluído. Além de ser uma maneira de se organizar, também traz a mente para o presente, o que pode ajudar a aliviar os sintomas da ansiedade.

Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
Fonte: (reprodução/internet)

Exercícios leves

Antes de pôr esta dica em prática é preciso conferir com seu médico se é de fato recomendado para o seu caso em específico. Isso porque, nem todas as gestações se dão nas mesmas condições.

Mas sair para caminhar, fazer yoga e até mesmo dançar, pode ajudar a reduzir a sensação de ansiedade já que é liberado o hormônio da endorfina, responsável pela sensação de bem-estar.

Atividades diferentes durante o dia-a-dia

Uma das melhores maneiras de evitar que a mente seja tomada pela ansiedade, é buscar sair da rotina. Criar uma agenda com atividades diferentes pode aliviar a angústia da espera, isto é, assistir filmes, desenhar, ler um livro ou escutar música tendem a se tornar atividades vitais para a manutenção do equilíbrio emocional.

Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
Fonte: (reprodução/internet)

Cursos de maternidade

Sabemos que focar muito em uma coisa pode gerar ansiedade, mas procurar se preparar nunca é demais. Mães que se sentem ansiosas e ociosas podem procurar realizar cursos para gestantes, é possível encontrar uma grande variedade de opções na internet, para obter um exemplo de curso para mamães clique aqui.

Saiba como a ansiedade pode afetar seu bebê

Já mencionamos dezenas de informações sobre o transtorno de ansiedade, contudo, veja como esse sentimento pode acabar afetando o bebê durante a gestação e até mesmo durante o trabalho de parto. 

Mães compartilham métodos para controlar a ansiedade durante o trabalho de parto
Fonte: (reprodução/internet)

Muitos dos riscos são desconhecidos pelas mães e por seus companheiros, por isso separamos algumas das complicações que podem afetar as crianças ainda no útero, confira a lista abaixo para mais informações:

  • A ansiedade pode elevar os níveis de cortisol no corpo, que é o hormônio responsável pelo controle do estresse;
  • O transtorno de ansiedade pode reduzir a circulação de sangue entre a placenta e o bebê;
  • Pode elevar os níveis de toxinas presentes no corpo;
  • As chances de complicações neonatais e obstétricas podem ser elevadas por causa da ansiedade.

Vídeo – Ansiedade na gravidez

Selecionamos um material extra contendo mais dicas sobre como lidar com a ansiedade durante a gravidez. O conteúdo produzido por psicólogos têm em vista oferecer maiores informações sobre o transtorno durante e depois do processo.

A profissional apresenta mais informações sobre a gravidez e a pós gestação, onde muitas mulheres são afetadas pelo período denominado como puerpério. É importante manter a atenção até mesmo após dar à luz. Até porque, é aí que muitas enfrentam as oscilações hormonais que podem desencadear a depressão.