Saiba Como Financiar Casa pela Caixa

Atualmente, um dos melhores jeitos de Financiar Casa pela Caixa é através do programa Minha Casa Minha Vida, que é uma iniciativa do governo. Ela oferece as melhores condições financeiras para o financiamento de moradias.

Uma das vantagens que se tem ao Financiar Casa pela Caixa através desse programa é que é possível ter acesso às taxas de juros mais baixas do mercado, considerando a renda atual de cada família solicitante.

Saiba Como Financiar Casa pela Caixa

Por um lado tem a Caixa Econômica Federal, que é uma instituição financeira muito tradicional no Brasil. Por outro, o programa Minha Casa Minha Vida, que tem sido motivo de realização do sonho pessoal de ter a casa própria de uma grande quantidade de pessoas.

Financiamento de Imóveis na Caixa

A Caixa Econômica Federal é uma das principais parceiras do programa governamental Minha Casa Minha Vida. Além disso, precisamos dizer que financiar casa pela Caixa pode gerar muitos benefícios aos compradores.

Exemplo disso é o fato de o financiamento imobiliário poder ser feito para moradias de áreas urbanas ou de áreas rurais. Também é possível financiar a construção ou até mesmo a reforma do imóvel. Na hora de solicitar o financiamento da Caixa, procure tirar todas a suas dúvidas com o gerente.

Outra vantagem que a Caixa oferece, e que é um grande diferencial, é o fato de ter incluindo no Minha Casa Minha Vida o Programa Caixa de Olho na Qualidade. Este é um canal exclusivo para dúvidas quando o assunto é “casa”. Você pode acessar no 0800-721-6268.

Ao escolher financiar Casa na Caixa você poderá ter acesso às menores taxas de juros do mercado, inclusive, com condições de pagamento referentes à sua renda familiar. Na Faixa 1.5, a taxa de juros é de apenas 5% ao ano e você tem 30 anos para concluir o pagamento.

Como Financiar Casa pela Caixa

Existem 3 passos muito simples para você que quer Financiar uma Casa pela Caixa através do Minha Casa Minha Vida. O 1º deles é o cadastramento no programa, depois é preciso aguardar o banco avaliar o seu cadastro e, por fim, tem a parte de assinatura do contrato.

A etapa do cadastro no programa vai depender da renda de cada família. Para que você possa entender melhor, saiba que existem 4 faixas, as quais são divididas entre famílias com renda de até R$ 1,8 mil e famílias com renda mensal de até R$ 7 mil reais.

Então, para você financiar casa pela Caixa vai ser preciso saber se está na Faixa 1, Faixa 1.5, Faixa 2 ou Faixa 3, considerando que cada uma delas tem as suas vantagens. No caso da Faixa 1, por exemplo, o benefício é uma parcela mensal que vai até, no máximo, R$ 270 por mês.

Condições do Financiamento Caixa

As condições financeiras do financiamento da Caixa no Programa Minha Casa Minha Vida podem variar conforme vários fatores, como: a faixa do Programa, o número de parcelas contratados, o valor da entrada, a renda familiar do solicitante, entre outros.

O que se sabe é que ao Financiar Casa na Caixa você vai contar com muitos benefícios. Como já falamos, na Faixa 1.5, a taxa de juros é de 5% ao ano, por exemplo. E todas as informações sobre juros e tarifas estão presentes no site da Caixa.

Quitar o financiamento Caixa

Após realizar o primeiro sonho, que é ter o crédito aprovado e a conquista da casa própria através do financiamento, um outro objetivo surgirá: a amortização do crédito financiado pela Caixa.

Por conta dos altos valores, geralmente esta é uma tarefa um pouco complicada. No entanto, em mais um diferencial desta instituição financeira, existem três formas de fazer a quitação. Listamos os métodos a seguir. Confira:

  • SAC

Este nome é uma sigla para o termo Sistema de Amortização Constante. Para explicar de uma forma mais ampla, podemos dizer que o valor do encargo total vai diminuindo de acordo com a realização de cada pagamento.

Mas, como isso acontece? De uma forma bem simples: o valor da parcela vai se mantendo constante no decorrer do processo, porém, a parcela de juros vai ficando cada vez menor na medida em que o tempo vai passando.

O formato de decréscimo desses juros é em uma progressão aritmética. Os únicos reajustes feitos na prestação total, de valor fixo, são aqueles baseados na correção monetária. Para quitar mais do saldo devedor mensal, o SAC é uma ótima alternativa.

  • Tabela Price

Uma outra forma de amortizar o financiamento é através da Tabela Price. Neste modelo, enquanto o valor mensal da parcela vai crescendo, os juros vão diminuindo.

Em poucas palavras, podemos dizer que o aumento de um compensa a queda do outro. Então, os preços continuam sendo constantes no decorrer da quitação do financiamento da Caixa.

Um aspecto muito importante a ser ressaltado é que, para a Tabela Price, o saldo devedor que é quitado mensalmente acaba sendo menor. Em comparação ao SAC, o devedor irá pagar mais juros com a Tabela Price.

  • SAM

Combinando ambos os modelos apresentados anteriormente, temos o SAM, que é o Sistema de Amortização Misto. Basicamente, neste sistema, o cliente irá pagar parcela que possui valor intermediário entre o SAC e a Tabela Price.

As taxas de juros do financiamento Caixa

Na transição de 2018 para 2019, a Caixa Econômica Federal apresentou algumas mudanças para o seu serviço de financiamento imobiliário. Entre as novidades, sem dúvidas a que mais chamou a atenção foi a redução de juros.

Confira como as cobranças estavam acontecendo:

  • SFI: juros de 11,25% ao ano + Taxa Referencial (TR);
  • SFH: juros podendo iniciar em 10,25% ao ano + TR.

No entanto, com as mudanças, as taxas cobradas passaram a ficar da seguinte forma:

  • SFI: juros podendo iniciar em 10% ao ano + TR;
  • SFH: juros a partir de 10,25% ao ano + TR.

Para pessoas jurídicas, é possível obter valores ainda menores nessas taxas na hora de adquirir um imóvel. Ou seja, essa classe conseguirá firmar um menor comprometimento financeiro.

Em contrapartida, os usuários do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS, continuarão pagando 7,85% ao ano mais a Taxa Referencial.