Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto

Para as mães de primeira ou de várias viagens, o momento do parto costuma ser um momento de apreensão, já que é “a grande hora” de finalmente conhecer seu filho. Embora a maioria dos obstetras só comecem a falar sobre planos de parto após a 30ª semana, elas pensam nisso desde o início da notícia da gravidez – e não estão erradas.

Definir como será seu parto, como quer enfrentar cada momento ajuda a dar tranquilidade, já que a mãe acaba se sentindo mais preparada. Mas antes de começar a fazer, é necessário entender o que é um plano de parto para que esse planejamento seja bem elaborado e não deixe a desejar no momento tão esperado. 

Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto
Fonte: (Reprodução/Internet)

O que é o plano de parto

Enfermeiras especializadas em obstetrícia, Letícia Demarche Frutuoso, que atua hoje junto à Secretaria de Estado da Saúde (SES) de Santa Catarina/SC e Luciane de Ávila, que trabalha atualmente na Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí/SC, organizaram um documento em conjunto que traz valiosas informações sobre o plano de parto. 

Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto
Fonte: (Reprodução/Internet)

Segundo esse arquivo, o plano de parto é extremamente importante na hora do nascimento do bebê e consiste em uma lista com itens relacionados ao parto. Acrescentam, ainda, que o plano deve ser elaborado pela gestante durante o período pré-natal, podendo a equipe de saúde auxiliar durante as consultas da mãezinha. 

Para ficar mais claro, esses itens não são necessariamente objetos utilizados para montar a bolsa maternidade, por exemplo, mas tudo de forma geral, desde esses objetos até atitudes como a opção de ter ou não um acompanhante e qual o tipo de parto que a mãe possui preferência.  

Quando começar a montar o plano de parto

Pensar no Plano de Parto com maior antecedência faz com que a mamãe tenha mais tempo para se planejar melhor, garantindo que tudo ocorra da melhor forma possível. A vantagem de começar o quanto antes é que a gestante terá mais tempo para pesquisar, para conversar com quem já passou pelo parto e mudar tudo quantas vezes forem preciso. 

Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto
Fonte: (Reprodução/Internet)

Isso porque é natural que ao longo da gestação (que geralmente dura bastante tempo) muitas das certezas do início se modifiquem, o que pode gerar certa ansiedade nas mamães. Mas tudo bem, pois quanto mais informações e estudo sobre o tema, mais se descobre qual é o melhor caminho para receber o novo membro da família.

Por isso, é importante que a pesquisa e o estudo sejam feitos com antecedência, e sem pressa, podendo mudar de ideia no meio do caminho. Então, antes de mais nada, continue lendo e veja algumas dicas antes que você comece a escrever. Mais à frente explicaremos ainda onde se pode encontrar modelos prontos de planos de parto.

Siga essas dicas antes de começar a montar o seu plano de parto

Antes de conhecer quais são as perguntas que deve fazer a si mesma, ao elaborar um plano de parto, é importante ter em mente algumas dicas para que o planejamento não fique capenga. Por isso, confira a seguir 5 dicas para elaborar um bom plano de parto.

Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto
Fonte: (Reprodução/Internet)

1. Converse com o papai

A presença do pai dá confiança e ajuda a criar laços ainda mais fortes com o filho. Converse com seu parceiro sobre a participação dele em seus desejos no momento. Portanto, desde o início, ela se sentirá envolvida e importante neste processo e a mãe receberá o apoio que é tão importante no momento.

2. Converse com seu obstetra

Não vale a pena planejar um milhão de coisas para o parto sem falar primeiro com a sua obstetra. A decisão será sempre sua, mas há observações médicas a serem consideradas. Discuta as opções e ajuste sua sede de acordo com as recomendações do seu médico.

3. Pesquise sobre diferentes maternidades

Mesmo que a mãe decida dar à luz em casa (sempre acompanhada pelos especialistas necessários), ter um hospital ou maternidade pronto para recebê-la e ao bebê, se necessário, é fundamental para a tranquilidade de todos.

4. O Parto não é só feito de planos

É muito importante para a mãe entender que embora o plano de parto pareça ser perfeito, bem elaborado e conversado com todos, quem decide a “hora do vamos ver” é o bebê. Por isso, é sempre importante ter em mente – e ter preparado – um plano B. 

5. Prepare-se para o seu Plano de Parto

Não adianta escolher um parto normal e não cuidar da alimentação, não examinar sua respiração, não decidir se quer anestesiar ou não. Ter um plano de parto significa fazer uma pesquisa e um estudo enorme para alcançar esse objetivo.

Essas são as perguntas que devem ser feitas ao criar um plano de parto

É muito importante destacar no plano de parto aquilo que seria importante para a gestante no momento de dar a luz, como ela gostaria que fosse o parto, como gostaria que fosse tratada, etc. Por isso, confira a seguir as principais perguntas que a mãezinha deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto, segundo as enfermeiras Letícia Demarche Frutuoso e Luciane de Ávila.

Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto
Fonte: (Reprodução/Internet)
  1. Já visitei o local onde será meu parto?
  2. Quero ter um acompanhante? Meu acompanhante deve permanecer o tempo todo?
  3. Como quero o ambiente (música, aromas, luminosidade)?
  4. Desejo fotografar ou filmar o parto?
  5. Quero ficar em jejum?
  6. Desejo me movimentar (andar, fazer exercícios) durante o trabalho de parto?
  7. O que desejo usar para o alívio da dor durante o trabalho de parto?
  8. Quero ser informada sobre as condutas a serem tomadas durante o meu trabalho de parto (rompimento de bolsa, episiotomia, uso de medicação)?
  9. Em qual posição quero ter o parto?
  10. Quem cortará o cordão umbilical (o acompanhante, o médico)?
  11. Quero ficar com o meu bebê no colo logo após o nascimento?
  12. Desejo amamentar?

Modelos de plano de parto

Em se tratando de velocidade, quantidade e qualidade de informação, a internet pode ser uma grande aliada no momento de elaborar o seu próprio plano de parto. Nela, é possível encontrar diversos modelos de plano de parto disponíveis para impressão. As enfermeiras Letícia Frutuoso e Luciane de Ávila recomendam utilizar o seguinte modelo de plano de parto:

Essas são as perguntas que deve fazer a si mesma ao elaborar um plano de parto
Fonte: (Reprodução/Internet)

Apesar disto, na internet é possível encontrar diversos outros modelos aos quais talvez a gestante se adapte mais. É comum que você encontre modelos nas próprias maternidades. Nesse sentido, caso já tenha escolhido o hospital, entre no site da instituição e solicite, pois o plano de parto é um direito da mulher e é dever deles oferecerem um. 

A Revista Crescer disponibiliza um modelo na internet bastante completo, com itens relacionados ao trabalho de parto, parto, após o parto, cuidados com a criança e caso a cesárea seja necessária. Para fazer o download, basta rolar a página para baixo e clicar no botão de download logo após a imagem em miniatura do plano. Feito isso, basta imprimir. 

Outros sites que disponibilizam modelos de plano de parto

A variedade é grande na internet e, caso você ainda não tenha encontrado o plano de parto perfeito, aproveite para conferir os seguintes sites de maternidade. Talvez algum deles preencha os requisitos que deseja. 

  • Site “Somos mães de primeira viagem”;
  • Site “Despertar do parto”;
  • Site “Casa Angela”;
  • Site “Sentidos do nascer”;
  • Site do Hospital da Criança e Maternidade.

Vídeo – A importância do plano de parto

Com esse vídeo, a psicóloga e doula (assistente de parto que que acompanha a gestante durante o período da gestação desde o primeiro momento) Eleonora Moraes esclarece um pouco mais sobre o plano de parto, em especial ressaltando sua importância como um direito da mulher, que protege não só a mamãe como também o bebê.