Como solicitar online o empréstimo Bolsa Família?

Quem recebe o benefício social do governo também tem direito de solicitar um empréstimo financeiro, que é chamado de empréstimo Bolsa Família. O valor varia conforme a instituição, mas pode chegar a R$ 15.000 como no caso da Caixa Econômica Federal.

Além disso, é possível solicitar o empréstimo considerando ainda o prazo de pagamento, que pode chegar a 24 meses na Caixa. Descubra como é possível pedir o seu crédito em vários bancos parceiros do Ministério do Desenvolvimento Social.

Como solicitar online o empréstimo Bolsa Família?
Foto: (reprodução/internet)

O Plano Progredir – microcrédito

O Plano Progredir tem um site no qual é feito o cadastramento de todas as pessoas que visam buscar os benefícios e os serviços oferecidos, como as qualificações profissionais ou até mesmo o microcrédito produtivo orientado.

Portanto, se você está pensando em solicitar o empréstimo, que é o microcrédito, considere que será preciso ter o cadastro atualizado. Em seguida, você autoriza o Ministério a enviar os seus dados para os bancos parceiros.

Dessa forma, o ministério apenas faz uma intermediação entre os bancos parceiros e os solicitantes do crédito, ao passo que é responsabilidade do banco ofertar as condições, como as taxas, valores, prazos etc.

Descubra agora quais são os bancos parceiros do programa e como solicitar o empréstimo Bolsa Família pela internet.

Onde fazer o empréstimo Bolsa Família

Uma dúvida muito comum que as pessoas têm é sobre os bancos que ofertam o crédito para os beneficiários do programa social. Mas, é preciso entender que a solicitação do empréstimo deve ser feita no site do Ministério do Desenvolvimento Social.

Então, posterior a isso, os bancos é que vão entrar em contato de forma direta com cada solicitante. Sabendo disso, pode-se concluir que visitar um dos bancos para solicitar o empréstimo pode não ter a resposta desejada, já que o pedido precisará ser intermediado pelo Plano Progredir.

Quais bancos podem fazer as ofertas?

Mas, para fins informativos, considere que depois que solicitar o empréstimo Bolsa Família os bancos que podem entrar em contato com você serão: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, entre outros.

Se depois que solicitar o empréstimo você não tiver respostas imediatas, o Ministério afirma que é preciso aguardar o contato, levando em consideração que existem algumas regiões onde os bancos parceiros ainda não atuam. Porém, é de suma importância que você mantenha sempre os seus dados atualizados.

Requisitos Empréstimo Bolsa Família

Para solicitar empréstimo do Bolsa Família no site do Ministério do Desenvolvimento Social, saiba que é preciso seguir algumas recomendações, como o fato de estar inscrito de forma ativa e atualizada no programa Bolsa Família e também no Cadastro Único.

Mas, não é só isso. Como o crédito é voltado para os empreendedores, também é necessário que você seja um MEI (Microempreendedor Individual) para solicitar o empréstimo disponibilizado nos bancos parceiros do Plano Progredir.

O MEI nada mais é do que um empresário de micro porte (com faturamento de até R$ 81 mil) formalizado, que tem direitos e deveres fiscais como empresa, inclusive, com cadastro oficial. Todas as informações sobre o MEI estão no site do Portal do Empreendedor.

Como ter acesso ao crédito

Mediante a realização da sua inscrição no Cadastro Único, você ainda precisará fazer uma outra inscrição, a do Progredir. É de suma importância que você siga esta ordem de cadastramento, pois a identificação do seu CPF no Progredir depende das informações fornecidas pelo Cadastro Único.

Então, a partir daí, será necessário apenas preencher os dados restantes. Entre esses dados, é pedido que o indivíduo informe nome completo, nome dos pais, local em que nasceu, nível de escolaridade, e-mail, número do CPF, estado civil, telefone e número do CNPJ.

Concluindo o cadastro

Para finalizar o cadastro, você deve fornecer respostas a algumas perguntas bem específicas. Entre elas, você irá encontrar questões a respeito da sua frequência de acesso à internet e sobre a sua vida profissional, isto é, se está ou não trabalhando no momento.

Após fornecer as respostas do questionário, você terá de escolher uma senha para o seu acesso e confirmá-la. Deixe esta chave de acesso bem guardada, afinal, você precisará retornar nessa página outras vezes para conferir o andamento do empréstimo.

Ter uma atividade empreendedora é fundamental

Quando o cadastro for concluído, você deverá clicar em “Microcrédito”, ainda no site do Progredir. Então, em seguida, você verá duas opções de questionário para serem respondidos, mas com alvos diferentes. A primeira, para quem quer ser um microempreendedor e a segunda para quem já está na atividade.

Esta diferenciação é muito importante, pois será levado em consideração quais são as suas reais intenções com o dinheiro que será liberado. No próximo tópico iremos explicar melhor a respeito desta questão.

Quando concluir as respostas do questionário, você precisa sinalizar que autoriza o envio de seus dados às instituições bancárias que fazem parte do programa e viabilizam o empréstimo. Então, a partir disso, a análise do seu perfil será realizada pelos bancos.

A motivação do projeto

Pode até soar um pouco estranho falar sobre empréstimo para os beneficiários do Bolsa Família, os quais já recebem o auxílio mensal do governo. Afinal, como eles poderão pagar pelos custos desta linha de crédito nos meses subsequentes?

É justamente por essa razão que este empréstimo não funciona como um crédito pessoal. Ele é destinado a pessoas que tenham interesse em investir de forma empresarial, criando novas condições de trabalho.

Projetos de negócios pessoais são aceitos

Com isso, será possível criar novas fontes de renda. Então, os questionários são realizados para verificar esta motivação ano ato da solicitação do dinheiro.

Para o Progredir, não basta ter a intenção em uma iniciativa empreendedora. Aqueles que ainda não têm o próprio negócio, precisam apresentar um projeto consistente que será desenvolvido com a ajuda do dinheiro.

Acredita-se que com este incentivo, o orçamento mensal das famílias solicitantes será mais próspero, o que ocasionará na independência do Bolsa Família nos meses seguintes.

Taxas do Empréstimo Bolsa Família

As taxas cobradas no empréstimo, assim como as tarifas, podem ser consultadas em cada instituição financeira parceira. No entanto, esteja atento pois isso pode variar conforme a análise financeira de crédito.

Apenas para se ter ideia, saiba que a taxa de juros é de 3,3% ao mês, a Taxa de Abertura de Crédito é de 3% sobre o valor do contrato e ainda há a inclusão da cobrança do IOF no microcrédito produtivo da Caixa, que é uma forma de solicitar Empréstimo Bolsa Família.