7 dicas para futuras mamães que ninguém conta

As mamães de primeira viagem costumam ficar imersas em muita felicidade, mas também em várias dúvidas e receios com o bebê que está a caminho. Por isso, separamos dicas para futuras mamães que todo mundo precisa saber, inclusive os papais.

Quanto mais o tempo passa e vai chegando a hora do parto, mais ansiosa você fica. Saiba que isso é normal e existem muitas maneiras de acalmar o coração e curtir cada momento da gravidez e fazer do parto um momento muito melhor. 

Assim sendo, já respira fundo e comece essa leitura agradável, que vai trazer muitos benefícios para mães de primeira viagem. Já é um bom começo para ficar mais tranquila!

7 dicas para futuras mamães que ninguém conta
Foto: (reprodução/internet)

1. Visite a maternidade onde será o parto

Essa é uma dica de ouro para as mães de primeira viagem. Conhecer a maternidade onde está planejado o parto é fundamental para que você adquira mais confiança. Visite a maternidade, se possível, acompanhada do seu médico do pré-natal. Observe as mães que já tiveram seus bebês e estão tranquilas, curtindo o pós-parto.

Até na rede de saúde pública existem programas para que as futuras mamães conheçam a maternidade em que seus filhos vão nascer. No Rio de Janeiro, por exemplo, o programa da prefeitura chama-se Cegonha Carioca. 

Na Cegonha Carioca, o grupo de mamães que fazem pré-natal juntas é convidado a conhecer a maternidade e ainda ganha um lindo enxoval para os pequenos.

2. Comece a economizar dinheiro

Muitos são os gastos da futura mamãe com seus bebês, em especial quando é preciso amamentá-los com fórmulas especiais. Mas também para montar o quartinho e comprar as roupinhas, além de um monte de fraldas, obviamente.

Economizar dinheiro desde o momento em que descobriu a gravidez poderá cobrir imprevistos e ajudar nas novas contas com o bebê. Apesar do governo oferecer pelo SUS a maioria das vacinas, a Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda ainda mais algumas que não fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação. 

Por isso, esteja preparada para mais esse gasto, como a vacina contra meningite B, por exemplo. 

7 dicas para futuras mamães que ninguém conta
Foto: (reprodução/internet)

3. Dicas para futuras mamães solteiras ou maternidade independente

Ter um bebê com o papai ajudando ao lado já é trabalhoso. As mães solteiras ou que optaram pela maternidade independente terão ainda mais trabalho. 

Por isso, aceite ajuda! E peça, quando for necessário. Conte com seus amigos e familiares para prestarem auxílio neste momento tão delicado. Não queira dar uma de super heroína e fazer tudo sozinha. Esse é o momento de você descansar e cuidar quase exclusivamente do bebê.

7 dicas para futuras mamães que ninguém conta
Foto: (reprodução/internet)

4. Dicas para mamães que ainda estão planejando a gravidez

As futuras mamães que estão lendo este conteúdo porque desejam engravidar em breve, acabaram de ser contempladas com uma dica exclusiva para elas: façam a consulta pré-concepcional!

Depois de engravidar, obviamente, você precisará também fazer todas as consultas do pré-natal. Porém, essa consulta antes de engravidar é muito importante para, por exemplo, avaliar riscos de doenças no bebê, entre outros fatores. Converse sempre com o seu ginecologista.

7 dicas para futuras mamães que ninguém conta
Foto: (reprodução/internet)

5. Como encarar a tarefa de ser mãe de primeira viagem?

É muito importante que você, futura mamãe, tenha calma e entenda que a gravidez e o parto são algo extremamente natural. Então, tente se acalmar naturalmente, praticando exercícios de respiração e quem sabe até meditando um pouco, sempre pensando na afirmação de que tudo isso é normal e que vai correr tudo bem.

O pensamento positivo é fundamental nesse momento para você e para a saúde do seu bebê.

7 dicas para futuras mamães que ninguém conta
Foto: (reprodução/internet)

6. Alimentos proibidos para bebês de até 1 ano

Bebês devem ser alimentados exclusivamente com o leite materno até os 3 meses de idade, quando já se pode introduzir a água no cardápio dos pequenos. Até os 6 meses, apenas o leite e a água, nada de alimentos sólidos.

A partir de então, é hora de começar as papinhas. Em resumo, você não pode dar ao seu bebê:

  • Mel;
  • Açúcar refinado;
  • Chás;
  • Café;
  • Frutos do mar;
  • Castanhas e oleaginosas em geral;
  • Produtos industrializados;
  • Leite de vaca;
  • Refrigerantes;
  • Alimentos sólidos com os quais ele possa engasgar. 

Para as papinhas, use e abuse de frutas, legumes, pouca verdura e uma carninha bem cozida e molinha, desmanchando.

7 dicas para futuras mamães que ninguém conta
Foto: (reprodução/internet)

7. Como iniciar o desfralde

Essas dicas para mães são tudo o que você procurava, né? Mas tem mais uma que não podia ficar de fora. Muitas mamães têm dúvidas na hora de iniciar o desfralde, como fazer isso funcionar? Existem bebês que chegam aos 4 ou 5 anos ainda usando as fraldinhas!

Por hora, veja as dicas mais importantes:

  • Entenda que os médicos pediatras sempre alertam que cada criança é uma criança e que até entre irmãos gêmeos há diferença na hora de desfraldar;
  • O desfralde pode ser rápido, em alguns dias até, ou demorar meses a fio, desafiando os pais a manterem a calma e seguirem nas tentativas;
  • Acompanhar o bebê durante o dia e começar desfraldando nesse horário;
  • Ajude-o a lembrar de pedir para ir ao banheiro e use a repetição a favor da velocidade. Quanto mais você lembrá-lo, mais rápido poderá ser a assimilação;
  • Converse com o bebê quando ele não pedir para ir ao banheiro e acabar fazendo o xixi ou cocô em um local inadequado ou nas roupas. Mas mantendo sempre a calma, não seja rude com os pequenos e não desista, colocando novamente a fralda durante o dia; 
  • Parabenize quando ele tomar a atitude correta, seja indo até o banheiro ou pedindo para que você o ajude. 

Quer saber mais dicas para mamães? Não perca os próximos posts no site!