Conheça dicas para conciliar a rotina do trabalho e da casa

Nós sabemos que, hoje, conciliar a rotina do trabalho e da casa é algo tanto do pai quanto da mãe. Afinal, os dois devem ajudar em ambas as partes no que puderem. Mas, mesmo assim, não é fácil conciliar casa e trabalho, ainda mais quando os filhos estão envolvidos no problema.

Quer dicas para conciliar a rotina do trabalho e da casa? É disso mesmo que falaremos a seguir! Não perca a continuação deste artigo.

#1 Use aplicativos

Talvez seja difícil organizar na sua agenda de papel a quantidade enorme de coisas que você tem que fazer. Então, vale a pena testar alguns aplicativos de organização que são amplamente usados em empresas.

Provavelmente o primeiro que você pensou foi o Excel, com o qual é possível fazer planilhas, montando tudo de acordo com a sua vontade e realidade. E sim, se quiser algo personalizado só para você, o Excel pode ser uma ótima ferramenta de organização nas suas mãos.

Contudo, se você não é muito íntima de planilhas, há outras opções mais agradáveis aos seus olhos, como, por exemplo, o Trello. Esta é uma ferramenta muito amigável, que usa de cartões que podem ser editados como você quiser. O aplicativo pode ser usado no seu computador e no smartphone, então, você pode visualizá-lo quando e onde quiser. 

E o melhor é que é possível conectar mais pessoas aos seus quadros do Trello! Portanto, você, seu marido ou outras pessoas podem editar tudo e visualizar as tarefas feitas, como também adicionar tarefas. Assim, certamente, vai ficar muito mais fácil conciliar a rotina do trabalho e da casa.

Conheça dicas para conciliar a rotina do trabalho e da casa
Foto: (reprodução/internet)

#2 Divida as tarefas igualmente

Como já mencionamos, tanto pai quanto mãe estão envolvidos nas tarefas de casa e trabalho. Logo, as atividades devem sim ser divididas igualmente. No entanto, faça o possível para que cada um fique com as tarefas que mais gosta e que é melhor, para que o cansaço seja menor.

Além disso, personalize as tarefas de acordo com o dia de cada um. É aqui que deve entrar a empatia, pois, se o seu parceiro teve um dia difícil, você pode se oferecer para ajudar nas tarefas dele. A parceria do casal é essencial nesses momentos.

#3 Saiba priorizar

Muitas pessoas não organizam sua rotina do trabalho e da casa porque não conseguem estabelecer prioridades e acabam gastando tempo com coisas de menor importância. No final, as tarefas mais importantes acabam ficando lado até última hora.

Priorizar é saber dizer não para coisas de menor importância. Portanto, para aprender a priorizar, é preciso  saber dizer não para o que não é essencial. Seja em casa ou no trabalho, garanta que você faça o que tem que fazer. Então, calcule bem o tempo que tem e se esforce para deixar as distrações de lado.

#4 Resolva os problemas assim que eles aparecerem

Da mesma forma que uma bola de neve só cresce rolando montanha abaixo, quando um problema aparece, a tendência é que ele cresça indefinidamente, ao invés de acontecer o contrário.

Desse modo, o melhor coisa a se fazer, na maioria das vezes, é procurar resolver os problemas assim que eles aparecerem. Por causa da procrastinação, por exemplo, um pequeno problema técnico em um veículo se torna uma perda total do motor.

A consequência da procrastinação é a perda de tempo e recursos para resolver problemas que antes eram simples. Assim sendo, evite procrastinar e economize um tempo preciso para conciliar a rotina do trabalho e da casa.

#5 Deixe seus filhos cientes da sua rotina

Muitos pais estabelecem uma rotina e não falam nada com os filhos, deixando-os perdidos em seus horários. Apesar dos filhos não entenderem tudo sobre uma rotina, é importante que os pais se comuniquem com eles e expressem a importância da rotina.

E, indo além, também é muito relevante que se pergunte a opinião dos filhos sobre essa agenda. Muitas crianças se sentem solitárias por verem pouco os pais e não se sentem queridas, ficando com uma baixa autoestima. Esse cenário, com tempo, pode se transformar em quadros graves de doenças psicológicas como, por exemplo, a depressão.

Deixar os filhos terem uma voz ativa na família, principalmente durante a infância, pode prevenir diversos problemas na adolescência e juventude. Aproxime seus filhos de você enquanto é isso que eles querem, pois, depois, especialmente na adolescência, a tendência é que eles se afastem dos pais.