Como se aposentar sendo autônomo?

Um dado importante no Brasil é que hoje existem mais de 4 milhões de trabalhadores autônomos e isso só considerando as principais regiões metropolitanas do país e que estão no radar do Governo Federal.

E justamente para ser um método de trabalho mais informal é importante tomar alguns cuidados. Como com pagamento do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, que dá direito à aposentadoria.

Como se aposentar sendo autônomo? 1

Sim, você que é autônomo também pode se aposentar pela Previdência Social. E nós vamos te contar como conseguir isso em apenas 3 passos. Combinado? Leve em conta que é preciso ter registro como autônomo e não estar informal.

A aposentadoria do autônomo

A liberdade de um trabalhador autônomo é bem atraente, incluindo a flexibilidade de horário e de tarefas, por exemplo. Pelas vantagens mesmo é que o número de autônomos têm crescido em todas as regiões do país.

Só que quem tem autonomia no trabalho tem que ter ainda mais cuidado com as suas responsabilidades e direitos.

Para quem é autônomo, saiba que a aposentadoria é muito importante também porque estamos falando de um trabalhador.

A dica é ficar muito atento quando o assunto é o pagamento do INSS porque se você não fizer a contribuição, no final você não se aposenta e recebe um total de R$ 0. Então para receber da previdência é preciso contribuir com o INSS. Entendido?

3 passos para garantir a aposentadoria

Mas, para que esse drama não aconteça com você, separamos 3 etapas que vão te ajudar a pagar o INSS a garantir a tão sonhada aposentadoria!

1 – Faça parte do PIS

Você já trabalhou com carteira assinada? Então, provavelmente você tem um PIS (Programa de Integração Social). Se não tiver é só se inscrever pela internet. E aí, você tem que optar pela opção de “contribuinte individual”.

2 – Tipo de contribuição

Existe 2 tipos de contribuição do INSS hoje em dia e aí variam outros 2 pontos: os benefícios do assegurado e o valor pago.

O plano normal/comum de contribuição acontece quando o valor chega a 20$ do salário e está limitado ao teto da previdência, que neste ano de 2018 está no valor de R$ 5.839,45.

Já a outra opção é para o plano simplificado de contribuição, o qual o valor é de 11$ do salário mínimo e você receberá o valor de um salário mínimo de aposentadoria quando isso acontecer.

3 – Pagamento da GPS

GPS não é aquele de te guiar, mas sim a tradução para Guia de Previdência Social e nada mais é do que o carnê de pagamento do INSS, que pode ser preenchida manualmente ou pela internet.

Depois de preenchida a guia, você deverá levar até uma instituição bancária ou casa lotérica e efetuar o pagamento até dia 15 do mês seguinte.