Como saber se o seu filho precisa de terapia

A infância é uma fase delicada e de extrema importância para a formação de um indivíduo. Estes primeiros anos são repletos de situações desconhecidas pois tudo é uma grande aventura e são sempre grandes descobertas e transformações.

Diferentes traumas também podem atingir os pequenos de diferentes formas. Em uma fase de tanta criatividade e primeiros afetos, situações adversas podem se tornar um problema. Essas situações que geram frustrações podem se tornar motivos para a procura de psicoterapia infantil. 

Como saber se o seu filho precisa de terapia
Fonte: (Reprodução/Internet)

Entenda como saber se seu filho precisa de terapia através dos tópicos:

  • O que é psicoterapia infantil?;
  • Como acontece e sua importância;
  • Como identificar que seu filho precisa de terapia (6 tópicos).

O que é psicoterapia infantil?

A psicoterapia infantil busca cuidar e dar atenção para a saúde mental de crianças. Provando ser um espaço com potencial acolhedor de angústias, inseguranças e medos adquiridos na infância, a terapia também pode  servir como um espaço de potenciais intervenções dos pais.

Como saber se o seu filho precisa de terapia
Fonte: (Reprodução/Internet)

O intuito da psicoterapia infantil é tornar o processo da infância saudável, utilizando a Ludoterapia, para gerar um bem-estar familiar, solucionando e prevenindo potenciais conflitos. Seu objetivo é auxiliar na expressão dos sentimentos da criança. 

O terapeuta exerce a função de facilitador e se torna capaz de identificar conflitos e buscar melhores formas de lidar com eles ao lado da criança. Além disso, também orienta pais sobre novas formas de intervenção para determinados problemas.

Como acontece a terapia 

O terapeuta utiliza jogos e brincadeiras para que a criança seja capaz de expandir e expressar sentimentos acumulados de insegurança, frustração, agressividade, medo e até mesmo re-significar eventos traumáticos.

Como saber se o seu filho precisa de terapia
Fonte: (Reprodução/Internet)

 

Tudo acontece através de jogos e brincadeiras. Afinal, crianças possuem maior dificuldade de expressar e compreender sentimentos, mas estão em uma fase da vida em que o lúdico prevalece, sendo este o caminho buscado em sessões de psicoterapia.

As primeiras sessões costumam ser acompanhadas dos pais, mas em seguida passam a ser apenas com a criança para que ela se sinta mais livre para se expressar. Todo este processo é de extrema importância para a formação de um adolescente e um adulto consciente de suas emoções, o permitindo lidar melhor com elas. 

Dicas: como identificar no comportamento da criança

É de suma importância que os pais estejam constantemente atentos às mudanças de comportamento de seus filhos. A infância é uma fase desafiadora e que necessita de atenção por parte dos responsáveis. Muitas vezes o auxílio de um profissional se torna necessário, para os pais e também para seus pequenos. Confira as dicas abaixo.

Como saber se o seu filho precisa de terapia
Fonte: (Reprodução/Internet)

Situações traumáticas e de luto

Alterações drásticas na rotina de uma criança podem afetá-la diretamente de diferentes formas. Às vezes a perda de um parente, um acidente, mudanças de endereço e outras mudanças repentinas podem exigir uma maior atenção.

Dificuldade com interações sociais

Este é um dos principais motivos para que pais busquem auxílio na psicoterapia infantil. Muitas vezes, o problema de interação social se inicia em um timidez e agrava, apresentando problemas na comunicação verbal, criatividade e interação social. 

Agitação e falta de concentração 

É comum que crianças sejam mais ativas, dispostas e curiosas do que adultos. Mas, a partir do momento em que pais perceberem a dificuldade de seus filhos de focar em apenas uma atividade e ao apresentarem agitação exacerbada, é importante que um profissional seja procurado. 

Isolamento, tristeza e mudança de comportamentos

Crianças são naturalmente cheias de vivacidades e exemplo de alegria espontânea. Então, ao perceber seus filhos muito quietos, isolados e constantemente chorando, é importante que os pais busquem um profissional capaz de compreender o que está gerando tamanha tristeza e medo.

Distúrbios alimentares 

Mudanças na rotina alimentar da criança também devem ser observadas. Caso a criança esteja apresentando maior dificuldade para se alimentar, exagerando ou sem apetite, é necessário que a fonte do problema seja identificada, podendo estar diretamente ligada ao emocional do pequeno.

Distúrbios físicos 

Além de distúrbios alimentares, os físicos também devem ser analisados. Crianças que permanecem fazendo xixi na roupa ou na cama com uma certa frequência, podem ser sintomas de irritabilidade, ansiedade e agitação. Também sendo motivo para a busca da ajuda de um terapeuta. 

Vídeo: como identificar que seu filho precisa de terapia  

Diferentes situações adversas podem causar diferenças na rotina de uma criança. Por sua dificuldade de comunicação e expressão de sentimentos é importante que os pais estejam atentos e dispostos a entender suas limitações e dificuldades psicológicas.

Pequenas mudanças em detalhes da rotina de uma criança podem evidenciar a necessidade da busca por uma ajuda psicológica. Muitas delas podem até mesmo passar despercebidas pelos pais, mas para além da preocupação paterna, há também o acompanhamento escolar e orientação de pedagogos.