Como incentivar a criança a dormir sozinha

São muitos os desafios que pais de filhos pequenos enfrentam durante sua criação. Principalmente, quando os próprios pais criam manias, que depois de algum tempo se tornam negativas para a criança e que, muitas vezes, são por apego ou por mimo excessivo. 

Um dos principais exemplos dessas manias, que para serem desfeitas acabam exigindo um pouco mais de paciência dos pais, é o processo de incentivar a criança a passar a dormir sozinha no próprio quarto

Como incentivar a criança a dormir sozinha
Fonte: (Reprodução/Internet)

Um costume que pode prejudicar no futuro 

Após o nascimento de um bebê é comum que os pais se apeguem ao filho, muitas vezes até por preocupação e começam assim, a deixá-lo perto na hora de dormir. Contudo, o processo de deixar a criança constantemente dormindo na cama, ou até mesmo no quarto pode ser prejudicial.

Como incentivar a criança a dormir sozinha
Fonte: (Reprodução/Internet)

Segundo estudos realizados em universidades da Suíça que avaliaram mais de 500 crianças, as que permaneceram dormindo com os pais até os 6 meses apresentaram mais dificuldades ao iniciar os processo de passar a dormir sozinhos, em seus próprios quartos.

Além disso, é comum conhecermos histórias de crianças que possuem um grande apego emocional aos pais que os deixaram dormindo constantemente na mesma cama. E até mesmo pediatras recomendam que o bebê durma no mesmo cômodo, mas não na mesma cama.

Dicas para incentivar a criança a dormir sozinha

O recomendado é que, a partir dos primeiros passos da criança, ela já esteja dormindo sozinha. Mas, sabemos que devido ao apego e ao costume, este processo se torna um pouco mais difícil e doloroso para os pais e para a criança. Por isso, separamos algumas dicas.

Como incentivar a criança a dormir sozinha
Fonte: (Reprodução/Internet)

A importância da rotina 

Pais e mães precisam compreende a importância da rotina na vida de uma criança. O processo de criação de um hábito facilita o desenvolvimento da criança. É essencial que os pais procurem manter uma rotina ao lado do bebê para que ele compreenda que aquilo é o certo. 

Melhore o ambiente 

Os detalhes do ambiente em que a criança deve dormir também são essenciais para que ela compreenda que aquele é o momento de dormir, e que terá que fazer isso sozinha. Diminuir as luzes e evitar barulhos pela casa farão com que a criança entenda melhor. 

Ensine a autonomia 

Ensinar pequenas atividades que exercitem a autonomia da criança também é um ponto importante. Quanto mais ela perceber que é capaz de fazer algumas coisas por si só, passará a confiar mais em si e deixará de ser tão dependente emocionalmente de seus pais. 

Deixe o quarto da criança 

Este talvez seja um dos momentos mais difíceis, mas também é um dos mais importantes. É importante que antes de pegar no sono, os pais deixem o quarto da criança, para que ela compreenda que não é necessário a presença de um adulto para que ela possa dormir. 

Estimule a linguagem positiva 

A estimulação positiva dos pais para qualquer mudança é extremamente importante. Portanto, quando for afirmar para o pequeno que é necessário que ele passe a dormir sozinho, mantenha uma linguagem otimista e positiva, para que ele entenda rapidamente que aquilo não será um problema. 

Utilize objetos tranquilizantes 

Muitas vezes o apego da criança e a segurança que os pais trazem é o motivo da dificuldade na hora de dormir sozinho. Para amenizar este problema busque uma nova alternativa como um ursinho de pelúcia ou até mesmo uma mantinha que darão o conforto do afago paternal.

Evite ceder sua cama 

É comum que, apesar de dormir só, o pequeno acorde de madrugada e busque espaço na cama dos pais por medo de pesadelos, monstros imaginários ou simplesmente por não conseguir mais dormir sozinho, mas, não ceder a cama é importante. O correto é levá-lo de volta para a cama e mostrá-lo que está tudo bem até que ele pegue no sono novamente.

Seja compreensivo

É importante observar os medos e motivos do pequeno para não conseguir dormir sozinho. Caso o medo persista, busque a ajuda de um profissional para compreender as dificuldades e limitações de seu filho. Esteja atento às vulnerabilidades da criança para que este não se torne um processo traumático e ainda mais difícil. 

Importância da autonomia e participação da criança nos processos

Ensiná-la desde cedo que ela é capaz de se virar sozinha auxilia e facilita inúmeros processos que devem ser ensinados pelos pais. Como mencionado, a autonomia da criança é extremamente importante para que ela compreenda a importância de realizar atividades sozinha. 

Como incentivar a criança a dormir sozinha
Fonte: (Reprodução/Internet)

Também é importante deixá-la fazer parte dos processos. A escolha de uma criança deve ser valorizada e também facilitará na hora da compreensão de alguns processos necessários conforme ela for crescendo. Crianças são pessoas, merecem ser ouvidas e respeitadas, principalmente pelos seus pais.