Como cuidar bem da cicatriz após uma cirurgia plástica

Após qualquer cirurgia invasiva, vários cuidados são essenciais para um melhor processo de cicatrização. Isso se mostra ainda mais necessário quando falamos de cirurgia plástica, já que a ideia da própria é nos tornar mais belas e não o contrário. 

Por isso, é importante entender que o processo de cicatrização é a formação de um tecido novo após a intervenção cirúrgica e, caso não sejam adotados os devidos cuidados, podem surgir cicatrizes grossas, deformadas, queloides e até nódulos debaixo da pele.

Como cuidar bem da cicatriz após uma cirurgia plástica
Fonte: (Reprodução / Internet)

Tipos de cicatriz

É interessante destacar quais são os tipos de cicatrizes que existem, pois, assim, será mais fácil saber qual o cuidado ideal. Além disso, caso você veja que alguma dessas já se formou, poderá ir ao seu médico no momento certo, sem precisar se preocupar em excesso. 

Como cuidar bem da cicatriz após uma cirurgia plástica
Fonte: (Reprodução / Internet)

As cicatrizes do tipo queloide são cesuras que passam por um excesso de cicatrização na pele (excesso também de colágeno), formando uma lesão alta e escura no local lesionado. Já as hipertróficas são levantadas e vermelhas, levemente semelhantes à queloide.

As atróficas, por sua vez, são cicatrizes nas quais a fase de proliferação está prejudicada e ocorre um afastamento das bordas da pele e depressão da sua localização. As normotróficas, por fim, são finas, semelhantes à superfície da pele, de cor mais clara, porém pouco perceptível.

Fases da cicatriz

Conhecer as fases da cicatrização também pode trazer um certo conforto para quem está preocupadíssimo com o resultado final. A fase 1 (inflamatória) dura de 1 a 4 dias e é caracterizada pela presença de secreção, inchaço, vermelhidão e dor. 

Na segunda fase – a proliferativa – ocorre a regeneração, podendo durar de 5 a 20 dias. E por fim a fase do reparo (a 3ª fase), que pode durar meses. É quando ocorre a remodelação do tecido cicatricial e as fibras são realinhadas para aumentar a resistência do tecido e amenizar o aspecto da cicatriz.

Fatores que dificultam a cicatrização 

Alguns fatores podem comprometer o processo de cicatrização. Nesse sentido, respeitar o tempo de recuperação e as orientações pós-operatórias é essencial, pois qualquer tipo de esforço físico pode gerar ruptura de pontos ou grampos, podendo levar à separação das bordas.

Como cuidar bem da cicatriz após uma cirurgia plástica
Fonte: (Reprodução / Internet)

Não seguir as recomendações pode  postergar a cicatrização e desencadear uma infecção, podendo ser em torno da cicatriz ou interna, o que causa sintomas como inchaço, dor, febre e pus. 

A exposição solar, por exemplo, eleva a temperatura corporal (atrasando a cicatrização), pois a cicatriz tem maior dificuldade de eliminar o calor através do suor corporal.

O tabaco também está diretamente relacionado a problemas de cicatrização, pois pacientes fumantes apresentam maior risco de cirurgia estética. Além disso, o teor de antioxidantes do fumante é reduzido, o que afeta diretamente a síntese de colágeno e a regeneração das células.

Cuidados com a cicatriz após a cirurgia plástica 

Por isso, é importante seguir algumas orientações e tomar alguns cuidados com a cicatriz após a cirurgia plástica. Assim, a cicatrização poderá se tornar menos aparente e evitará eventuais queloides e engrossamento das mesmas. 

Como cuidar bem da cicatriz após uma cirurgia plástica
Fonte: (Reprodução / Internet)

Hidrate a pele 

O processo de cicatrização de qualquer ferimento, bem como a cicatriz de uma cirurgia plástica, pode causar coceira na região afetada. Por isso, é extremamente importante hidratar a pele com creme, loção hidratante ou óleo de coco para ajudar a aliviar esse desconforto. 

Não coce

Nunca pense em coçar o ferimento. Essa sensação de coceira, desconforto e fisgado é comum e natural e diminuirá com o tempo. Nesse sentido, é imprescindível não coçar para não agredir a cicatriz com arranhaduras ou até causar infecções devido às bactérias que podem se encontrar nas unhas.

Evite tomar sol

Expor ferimentos ao sol pode causar traumas na pele irreversíveis. Por isso, não exponha a cicatriz ao sol enquanto a cicatriz não tiver adquirido o tom normal da sua pele. Além disso, depois desse período,  tente sempre usar filtro solar, para evitar manchas e escurecimentos.

Siga as orientações médicas

Outra ideia importante é sempre seguir todas as orientações médicas no pós-operatório. Por exemplo, é necessário tomar corretamente a medicação e repousar no período indicado pelo médico. Seguindo as orientações será muito difícil ter complicações pós-cirúrgicas.

Massageie a cicatriz

Outra dica essencial é massagear a cicatriz da cirurgia. No vídeo abaixo, a doutora Juliana Oliveira comenta a importância dessa massagem e como fazê-la corretamente. Confira o que pode ser um bom tratamento para a aderência da cicatriz.

Vídeo – Como massagear a cicatriz no depois da cirurgia plástica

Conclusão

Dado o exposto, ficou claro a importância de conhecer os tipos de cicatrizes e como tratá-las corretamente (Cuidados com a cicatriz após a cirurgia plástica). Isto é, sem desmerecer também os fatores que dificultam a cicatrização. 

Além disso, destacou-se a relevância de se fazer corretamente a massagem cicatricial a depender de cada cirurgia. Isso porque a massagem feita de forma incorreta pode não gerar resultados, bem como piorar a situação ou dificultar o processo de cicatrização.