Descubra as causas de cólicas em bebês como aliviar

As cólicas em recém-nascidos, mesmo sendo normais, acabam causando muito desconforto. Por isso, é importante que os pais saibam as causas das cólicas em bebês e como fazer para trazer alivio aos seus pequenos.

Mesmo sendo um processo normal no corpo dos bebês, as cólicas podem ter o seu impacto reduzido. O que, certamente, será um acalento para os pais, que não gostam ver seus filhos se contorcendo com acessos de choro e dor.

Então, vamos falar sobre as causas das cólicas em bebês e o que fazer para lidar com elas. Continue a leitura e aprenda a combater esse problema!

Descubra as causas de cólicas em bebês como aliviar
Foto: (reprodução/internet)

O que é a cólica?

Quando falamos em cólica em bebês, estamos nos referindo aos seus ataques altos e intensos de choro, que, aparentemente, não tem nenhuma razão. Esses ataques podem durar três ou mais horas por dia, durante mais de três dias por semana.

Esse período começa a partir das duas semanas de vida do bebê e podem ocorrer a qualquer momento. Para se ter uma ideia do quanto ela é comum, mais de um quinto dos recém-nascidos tem cólicas, sendo ambos os sexos afetados da mesma forma. Depois dos 6 meses de vida é normal que ela acabe.

São várias as causas das cólicas

Apesar dos especialistas não saberem ao certo a causa das cólicas, é possível que ela aconteça por conta dos fatores listados a seguir:

  • Sistema digestivo ainda estar se desenvolvendo em bebês, o que causa um certo desconforto;
  • Refluxos;
  • Gases;
  • Os bebês podem se sentir superestimulados pelo ambiente e, não sabendo lidar com esses estímulos, acabam se sentindo incomodados;
  • Exposição à fumaça do cigarro;
  • Alergias alimentares.

Quais são os sintomas da cólica?

Para as mães, principalmente as de primeira viagem, é muito desafiador identificar os motivos do choro do bebê. A seguir, estão os sintomas da cólica para que seja mais fácil identificá-la:

  • Arquear as costas;
  • Encolher e esticar as pernas;
  • Ficar com o rosto avermelhado ou corado ao chorar;
  • Mexer braços e pernas;
  • Parecer estar com dor;
  • Fechar as mãos;
  • Estar com a barriga inchada e soltar gases.

Aprenda a aliviar a cólica em bebês

Então, o que fazer quando identificar que o bebê de fato está com cólica? Listamos abaixo algumas dicas que podem ajudar muito neste momento:

  • Fazer massagem na barriga do bebê usando movimento circulares. Óleos infantis e cremes hidratantes são muito bem-vindos;
  • Usar uma bolsa de água para aquecer o abdômen, sem deixar muito quente, para evitar qualquer queimadura;
  • Deitar o bebê de barriga para cima e empurrar suas pernas no rumo do abdômen para comprimir a barriguinha;
  • Pegar as perninhas do e fazer o movimento de pedalar uma bicicleta;
  • Fazer o bebê arrotar depois de uma mamada;
  • Dar banho em uma água morna;
  • Encostar o bebê na pele de um dos pais;
  • Evitar dar mamadeira e amamentá-lo. Escolha apenas um;
  • Dar ao bebê medicamentos que o ajudem a liberar os gases, como Simeticona em gotas. Contudo, a recomendação do médico é necessária.

Remédio caseiro para cólica no bebê

Descubra as causas de cólicas em bebês como aliviar
Foto: (reprodução/internet)

Remédios caseiros podem ser muito úteis para combater a cólica no bebê. Um dos mais conhecidos e eficientes é o chá de camomila e erva-doce, que possuem um efeito antiespasmódico, o qual diminui a produção de gases e alivia cólicas.

Se o seu bebê mama no peito, você pode tomar esses chás para fazer ele beber. Afinal, a substância será transmitida para o pequeno através da amamentação. Para fazer o chá de camomila e erva-doce é muito fácil. Basta colocar uma 1 colher (de chá) de camomila e outra de erva-doce em uma xícara com água fervente. Depois, deixe esfriar e coe para dar o bebê.

Lembrando que, caso o problema persista, procure um pediatra para averiguar a situação. Não exite em procurar ajuda médica o mais rápido possível.

Sempre mantenha a calma

Quando os bebês estão com cólica, chorando e esperneando, isso pode drenar a paciência dos pais. Eles ficam, ao mesmo tempo, preocupados, irritados e cansados pela situação. Contudo, mantenha a calma nessa situação e siga as dicas que falamos aqui hoje.  

Caso se sinta esgotada, peça ajuda a um adulto responsável para cuidar da criança enquanto você descansa. Nunca desconte sua raiva e frustração no bebê!