Carteira de vacinação – veja como emitir a sua

Assim que nascemos, já na maternidade, somos vacinados e recebemos uma carteirinha de vacinação que irá nos acompanhar por toda a vida. Nela ficam registradas todas as vacinas que tomamos quando criança e todas que iremos tomar até a velhice.

Mas em diversos casos, por conta de vários motivos, pode ser preciso emitir uma nova carteira de vacinação. E aí, o que fazer? Onde ir? Descubra as respostas para essas e várias outras perguntas durante esse artigo, em que iremos tirar diversas dúvidas sobre a carteirinha de vacinação.

Carteira de vacinação - veja como emitir a sua

Como emitir uma carteira de vacinação nova?

Para emitir a nova carteira de vacinação, é preciso procurar o posto no qual você costumava se vacinar para resgatar todo o histórico de vacinação e fazer a segunda via da carteirinha. No entanto, nem sempre isso é possível. Então, o que fazer nesses casos?

Nesses casos, a recomendação do Ministério da Saúde, é que o indivíduo que não conseguir a segunda via da carteira, tome as vacinas novamente, de acordo com a faixa etária e indicações. Outra recomendação é consultar o Calendário Nacional de Vacinação.

Tomar novamente as vacinas não traz prejuízo algum à vida do indivíduo e é o mais recomendado caso haja dúvidas quanto à uma ou mais vacinas em específico.

E existem diversas vacinas destinadas aos adultos, como a tríplice viral (contra varíola, caxumba e rubéola), que é aplicada até os 49 anos no SUS; a vacina da Hepatite B, que é aplicada até após os 60 anos; etc.

Existem ainda outras vacinas que são direcionadas aos adolescentes e idosos. A vacina contra o HPV, por exemplo.

Como saber quais vacinas preciso tomar?

Para saber quais vacinas precisa tomar, você pode consultar o calendário de vacinação com todas as vacinas distribuídas gratuitamente pelo SUS. Depois compará-lo com um registro pessoal ou ir até uma sala de vacinação.

Lembrando que mesmo sem a carteira é possível se vacinar normalmente. No entanto, o ideal é manter esse registro junto a você para ter um controle e não tomar vacinas repetidas ou deixar de se imunizar por alguma confusão.

Ela deve estar sempre junto aos documentos básicos e ser apresentada em consultas médicas e atendimentos de urgência para que os médicos tenham ciência de quais vacinas você já tomou.

Carteira de vacinação em outros países

Alguns países exigem comprovação de imunização contra algumas doenças, que podem variar entre eles. Nesses casos é preciso emitir uma Carteira Internacional de Vacinação ou Certificado Internacional de Vacinação.

A carteira usada no país, aquela que você recebe assim que nasce, não é válida  para esses casos. Mas, pode ser útil para dar embasamento na nova carteira que será emitida justamente para essa finalidade: de viagens internacionais.

Para emiti-lo é preciso comparecer à uma CIVP, Centro de Orientação para Saúde do Viajante com a carteira básica e documentos de identificação.