Confira um exemplo de cardápio saudável e barato

Na hora de buscarmos um estilo de vida mais saudável, a gente vê que só tem um jeito de se chegar até esse resultado de forma natural: aumentando a prática de exercícios físicos e se alimentando melhor, de forma mais saudável.

E aí muita gente acaba caindo naquele pensamento negativo de dizer que isso tudo custa caro demais. Afinal, alimentos saudáveis são mais caros, assim como pagar uma academia. Mas, será que isso é verdade? A gente vai provar que não, inclusive, com uma receita saudável e barata.

Abaixo, a gente selecionou alguns pontos que vão fazer sentido para você ver que dá para comer bem sem gastar muito. E no fim, teremos um cardápio saudável e barato. Leia mais.

Os alimentos baratos

Para a gente ter uma receita que seja saudável e barata, a gente tem que considerar a compra de alimentos que são baratos também, né? E a primeira dica é optar por uma fruta da época, que sempre tem um custo melhor em determinadas épocas do ano.

Ah, e tem como pensar em alimentos que são saudáveis e baratos se comparados com outras opções da mesma categoria: frangos são mais baratos e mais saudáveis do que carnes vermelhas, de um modo geral, por exemplo.

Além disso, dá para otimizar alimentos e usar partes que não usávamos até então. Cascas de banana, sementes de aboboras e, inclusive, a água fervente de legumes pode ser a água usada para cozinhar o arroz, por exemplo.

A ideia é que você comece a ver os alimentos de uma forma mais natural e mais proveitosa. Até mesmo porque variar o cardápio é o grande segredo para ter sucesso nesse novo estilo de vida.

O cardápio saudável

O cardápio saudável vai ser aquele que tem de tudo um pouco, afinal de contas, a gente nunca deve fazer uma dieta restritiva sem termos um acompanhamento de perto de um profissional. Por isso, a regra geral é sobre equilibrar o prato.

Um exemplo de cardápio saudável é aquele que começa com um café da manhã simples e nutritivo. Uma fruta, o leite ou queijo, café, além do carboidrato (como um pão ou torrada integral).

Depois, outra fruta ou uma barrinha de cereal, por exemplo. No almoço, arroz (preferencialmente integral também), além de legumes e verduras e uma carne, como o frango. Na tarde, café, fruta, vitaminas, sucos naturais, cereais e outras opções.

Confira um exemplo de cardápio saudável e barato

No jantar, crepioca, tapioca, saladas, frango ou até mesmo um carboidrato dos mais saudáveis, como a batata doce ou até mesmo a mandioquinha. E de noite o mesmo que no café da manhã, só que em menor quantidade.

O custo do cardápio

Como você viu acima não tem muito segredo montar um prato saudável. Mas, será que isso é mais barato mesmo? É muito simples fazer essa conta: simule quanto você gastaria se comesse outras coisas.

É bem provável que você gastaria mais e ainda não teria a sua fome saciada. Um lance do McDonald ou do Burger King até pode ser mais barato do quem prato de almoço como o citado, mas será pouca diferença. E você vai estar bem nutrido com o prato, obviamente.

Além do mais, se você vai comer esses lanches ainda vai querer comprar sobremesa e refrigerante, né, o que torna o seu prato mais caro e menos saudável. Se você duvida que essas ideia de cardápios é cara demais, faça as contas e veja que não é.