Aprenda essas atividades para estimular a fala do seu filho

Seja você é pai, mãe, tio, tia, avô, avó ou apenas convive com uma criança no dia a dia, sabe muito bem como quase tudo que ela faz é encantador e motivo para aplauso. Acompanhar o desenvolvimento dos pequenos é de fato um momento muito bonito e emocionante de se ver.

Os primeiros anos de vida de uma criança são super importantes para o seu desenvolvimento e é de suma importância que eles ocorram em um ambiente que estimule o seu crescimento e permita que ela tenha autonomia e se sinta acolhida.

Um dos momentos mais especiais da vida dos pequenos, é quando começam a falar e a expressar suas próprias ideias e opiniões. Para ajudar nesse momento tão divertido, vamos mostrar a seguir algumas dicas que podem ajudar a estimular a fala delas.

Aprenda essas atividades para estimular a fala do seu filho
Foto: reprodução/internet

Quem conta um conto, aumenta um ponto  

Esse velho ditado diz que quem conta alguma história, principalmente sobre outra pessoa, sempre acaba inventando algo que não é verdade. Porém, aqui podemos tomar essa frase popular em outro sentido: os papais e mamães que contam histórias para seus filhos, só saem ganhando.

Isso porque contar histórias é uma ótima forma de ajudar a ampliar o vocabulário da criança, sejam histórias do dia a dia, sejam de livrinhos infantis. Mais do que apenas ler, os adultos devem também mudar a entonação de voz, imitar o som dos elementos e tentar ilustrar os acontecimentos através de fantoches, por exemplo.

Essas são ótimas ideias para estimular a fala das crianças pois elas ficarão ainda mais interessadas pelo que está sendo dito. Além disso, irão prestarem mais atenção e exercitarem sua imaginação, ficando mais motivadas a compartilhar suas experiências do mesmo jeito. 

São vários os benefícios das histórias para os bebês. Confira o vídeo abaixo:

Associe a palavra ao objeto

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a linguagem não verbal também produz muitos significados e é super importante em uma conversa. E isso não é diferente quando os gestos são utilizados para estimular a fala das crianças, especialmente quando elas são utilizadas dentro de um contexto específico.

Ao falar “vou pegar um livro” e se encaminhar para a estante, retirar o livro e mostrá-lo para a criança, ela já conseguiu estabelecer muitas conexões. Não apenas que o objeto que a pessoa está segurando é um livro, mas que livro e a estante estão dentro de um mesmo contexto. 

Essa associação entre palavras e objetos, além de aumentar o vocabulário, também ajuda a criança a decorar a pronúncia da fala e saber como se referir aos objetos.

Converse com seu filho

Mais importante do que apenas contar histórias, a conversa entre pais e filhos é super importante para ajudá-los no desenvolvimento da sua fala. Ao realizar atividades do dia a dia, como o momento do banho ou do passeio, diga ao seu filho o que está acontecendo e o que ele está vendo.

Isso irá ajudá-lo a fazer a associação entre as palavras e a reconhecer quais nomeiam os objetos da sua rotina. Isso é super importante de se fazer pois a capacidade de compreensão é desenvolvida antes da habilidade de fala nas crianças.

Ouça seu filho

Quem convive com uma criança pequena sabe como é quase impossível entender o que elas falam. Mesmo assim, essas ocasiões são super importantes para o desenvolvimento da sua fala, pois, além de estarem interagindo com outros, elas também estão testando em seu sistema de fala os sons das vogais e consoantes que, mais pra frente, se transformarão em sílabas, palavras e frases.

Por isso, quando eles estiverem se comunicando, mesmo que seja por barulhos ininteligíveis, preste atenção e os ouça com paciência, incentivando-os a continuar. Ao fazer perguntas, você também precisa deixar que ele tente responder, e não pode antecipar os desejos ou sentimentos deles.

Nesse momento também é muito importante ter cuidado com as correções. As crianças ainda estão aprendendo as regras da gramática e, exatamente por isso, cometerão erros de pronúncia e concordância, o que é normal. Por isso, tenha paciência e evite corrigi-las de primeira, já que assim elas se sentirão seguras para continuar tentando.

Quem canta seus males espanta

Esse é outro ditado popular que pode ser muito bem utilizado aqui nessa lista de coisas a se fazer para incentivar a fala dos seus filhos. Vários estudos científicos comprovam que as músicas ajudam na concentração das pessoas, além de fortalecer a memória e outros aspectos cognitivos.

Com as crianças, isso não é diferente, já que as músicas, por conta das repetições e rimas, ajudam-nas a memorizar e verbalizar as palavras. Ao cantar, deixa a fala melódica, ritmada e atraente, pois assim o bebê irá se sentir relaxado e estimulado a tentar te imitar.