Atividade sexual durante e após a gestação – Tire todas as dúvidas

Muitos casais evitam fazer sexo durante a gravidez, são tantas dúvidas sobre esse tema, como por exemplo “Será se machuca o bebê?” ou “Será que prejudica a gestação?”. Pois saiba que o momento de prazer é bom para o casal, e principalmente para a mãe.

Há também dúvidas sobre o sexo pós-parto, por pensarem que vai ser menos prazeroso ou que a mulher nunca mais vai ter libido. Esses fatores são muitos extremos, que precisam ser discutidos e desenvolvidos pelo casal.

Atividade sexual durante e após a gestação - Tire todas as dúvidas
Fonte: (Reprodução/internet)

Sexo durante a gestação

São tantas dúvidas e histórias passadas por gerações, que deixam a mulher receosa em transar durante a gravidez. Já vamos começar com uma afirmação médica, se a gravidez não for de risco, o sexo está liberado até o final dela, da 25ª até a 42ª semana de gestação.

Atividade sexual durante e após a gestação - Tire todas as dúvidas
Fonte: (Reprodução/internet)

Saiba que o sexo durante a gestação pode ser ainda mais prazeroso, pois ocorre o aumento dos níveis de progesterona e estrogênio, que são responsáveis pela lubrificação e o fluxo sanguíneo na pélvis, que proporciona mais momentos de excitação e orgasmos mais intensos

Além do aumento da autoestima, controle da ansiedade, o sexo aumenta os níveis de anticorpos, libera o hormônio do bem-estar e fortalece a musculatura da vagina, importante na hora do trabalho de parto. 

E não precisa se preocupar em machucar o bebê, pois ele não irá sentir nada devido sua localização e a proteção existente em volta. O bebê se encontra protegido na cavidade uterina por uma grossa musculatura, pelo saco gestacional e pelo líquido amniótico, que evitam o contato dele com o pênis. 

Higiene e brinquedos sexuais

Como a mulher durante o período gestacional possui a imunidade mais baixa, o sexo anal e/ou com vibrados é aconselhado serem evitados ou serem feitos com mais cuidado. Até porque, se não houver a higienização correta dos aparelhos ou durante o contato da região anal para vaginal, pode causar infecções.

Induzir o trabalho de parto 

Para quem já ouviu que o sexo pode ajudar a induzir o trabalho de parto, esta afirmação é verdadeira, mas existem umas coisas a serem observadas. Os orgasmos liberam ocitocina, um hormônio importante principalmente após o terceiro trimestre de gestação.

Atividade sexual durante e após a gestação - Tire todas as dúvidas
Fonte: (Reprodução/internet)

Além de reduzir a pressão arterial, este hormônio é responsável por induzir as contrações do útero para o trabalho de parto. Porém, é somente no final da gestação que esse estímulo tem a possibilidade de iniciar um trabalho de parto.

Já para as mães que estão no início podem ficar tranquilas, pois penas no final da gestação ou quando o útero está dilatado que esses estímulos são mais notáveis. De acordo com o urologista Rodolfo Favaretto, o sêmen também contém uma substância que induz o parto, a prostaglandina, mas isso só ocorre se o bebê já estiver perto de nascer.

Quando o sexo não é indicado

De acordo com os médicos, o ato sexual deve ser evitado quando houver possibilidade de aborto espontâneo, infecções graves, em casos específicos de sangramento, placenta prévia, rompimento do saco gestacional, hipertensão e parto prematuro.

Algumas mulheres costumam perder sua libido durante o primeiro trimestre gestacional devido às mudanças que estão acontecendo, mas isso não quer dizer que devam se abster do sexo. No segundo trimestre o apetite sexual deve voltar normalmente e se estabilizar até o momento do parto.

Sexo pós-parto

Os médicos aconselham que o casal espere pelo 40 dias para voltar às atividades sexuais normalmente. Contudo, esse momento de retomada vem junto com quedas hormonais, questões de autoestima e a perda momentânea da libido.

Atividade sexual durante e após a gestação - Tire todas as dúvidas
Fonte: (Reprodução/internet)

O que é uma coisa completamente natural sentir até mesmo depois dos 40 dias de resguardo sexual. Estudos apontam que o desejo, prazer e a frequência sexual, em comparação ao que era antes da gravidez, podem demorar até 1 ano para voltar.

De acordo com a ginecologista Carolina Ambrogini, o período pós-parto é uma fase hipossexualizada, pois o corpo está voltando ao normal e focando na atenção devida ao recém-nascido.

“É comum não ter desejo sexual por 90 dias ou mais, pois após o parto ocorre uma grande queda dos hormônios, inclusive na testosterona, que leva à diminuição da libido.”, complementa a Doutora.

Não espere demais

Apesar da fase de readaptação, que pode demorar até 1 ano, não é preciso esperar tanto para a retomada da vida sexual, pois a intimidade do casal pode ficar comprometida. Assim, é importante aguardar o período de resguardo e aos poucos sair da rotina e investir na vida a dois.

Amamentação x lubrificação

As mudanças no corpo da mulher são voltadas para que ela dê atenção aos cuidados com o bebê, o que pode dificultar sua relação com o parceiro. Lembrando que o hormônio responsável pela amamentação, a prolactina, junto com a queda no estrogênio e na progesterona influenciam na disposição sexual.

Atividade sexual durante e após a gestação - Tire todas as dúvidas
Fonte: (Reprodução/internet)

Nessa fase da amamentação, pode acontecer de atrofiar a mucosa vaginal e assim uma diminuição na lubrificação será a consequência, causando desconforto no sexo. Aqui o lubrificante se torna um grande aliado e é sempre válido lembrar que a vaselina não funciona como substituto, podendo causar infecções. 

Para as mamães que amamentam por um longo período, é importante conversar com a sua ginecologista, pois talvez o lubrificante não seja suficiente. Lá ela pode prescrever um hidratante vaginal e, em casos extremos, estrogênio tópico para restaurar a umidade vaginal.

Sexo e choro de bebê

O esgotamento físico, fragilidade emocional, estresse, abalo na autoestima são alguns dos fatores que dificultam a volta às práticas sexuais. Para resolver essas questões é imprescindível que o casal descubra os medos e relutâncias que os cercam, e para isso é necessário manter a comunicação e a cooperação no dia a dia.

Atividade sexual durante e após a gestação - Tire todas as dúvidas
Fonte: (Reprodução/internet)

É importante para o casal buscar formas de manter a chama acesa, então não tem erro inovar em ideias para aumentar o desejo e ter uma relação confortável e prazerosa. Agora, não tem como não ser frustrante vocês estarem ali na hora H e o bebe começar a chorar.

Isso é algo inevitável, então é bom buscar levar na esportiva porque imprevistos acontecem e o jeito vai ser retomar o clima depois, o mesmo vale caso ocorra do leite materno respingar durante a relação.

Para evitar os imprevistos com o baby, esse é o momento de ligar para os pais, amigos de confiança ou babá e pedir por ajuda, não vai custar nada eles passarem um tempinho com o bebê. Mas é preciso deixar as preocupações de lado, e saber equilibrar os momentos da vida, se não vai ser impossível aproveitar o momento.

Vídeo – Programa Saia Justa sobre sexo após o parto

No vídeo é possível as diferentes situações que cada mulher passa durante o sexo, alguma sentem a falta da libido outras não. Em uma roda de conversa, famosas conversam sobre suas experiências durante e após a gravidez.