Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet

Hoje em dia, é praticamente impossível ver uma criança sem celular ou sem acesso a qualquer forma de tecnologia. Com o avanço da internet, os pais têm a difícil missão de supervisionar o tipo de conteúdo que os filhos estão tendo acesso. Afinal, a modernidade facilitou o acesso à informação, fazendo com que os conteúdos negativos também cheguem rapidamente.

Diversos psicólogos e pedagogos já advertiram a sociedade sobre o uso excessivo do celular. As contraindicações até uma determinada idade são claras. No entanto, depois de um tempo o uso dos dispositivos fica inevitável por parte das crianças. Para facilitar o monitoramento do acesso dos filhos à internet, confira esses 5 aplicativos para o controle parental.

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

5. Kids Control

O aplicativo Kids Control é destinado para os pais que querem fazer o controle de geocalização dos filhos. Ao fazer a instalação, o usuário tem a opção de convidar seus filhos para participar e adicioná-los no seu mapa de circulação. Depois que os convidados aceitam a solicitação, os pais poderão saber com precisão onde as crianças estão. 

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

Além de poder acompanhar a localização, é possível ter informações sobre o movimento  de cada indivíduo, se está parado ou em locomoção. Também, o app disponibiliza a funcionalidade de verificar a carga da bateria do celular. Se o nível está baixo, os pais podem mandar uma mensagem lembrando o filho de fazer a recarga.

Com o Kids Control, os adultos têm acesso às informações sobre a conexão das crianças à rede wi-fi ou 3G. O usuário pode ativar as notificações de chegada e saída. Se os filhos tiverem saído da escola com destino para casa, o app irá notificar. Caso queira limitar regiões que possam ser perigosas, pode configurar essa função no mapa e receber alertas.

4. Life 360

Com a mesma proposta de geolocalização, tem o app Life 360. A plataforma é voltada para o monitoramento dos percursos das crianças, não apenas do uso do celular. O que diferencia essa opção da anterior é que o aplicativo oferece funções mais específicas. Para a família utilizá-lo, é preciso criar um círculo para todos os membros. É como se fosse o mapa do Kids Control.

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

O próximo passo é gerar um código e enviar para todos os integrantes da família que vão ter acesso ao app. Depois de autorizado, o sistema passa a mostrar a localização de cada um bem como mostra um relatório mensal. O registro é voltado para os dados do veículo que costuma levar as crianças para a escola, por exemplo. 

Através desse relatório, os pais podem ter acesso aos quilômetros percorridos, quais foram os percursos feitos e a velocidade máxima. Se as crianças estiverem passando por apuros, o próprio aplicativo faz uma chamada de emergência para os perfis cadastrados. Em casos de roubo ou perda, o dispositivo pode ser rastreado pelo GPS do Life360.

3. Google Family Link

O Google Family Link é uma alternativa para os pais que querem apenas supervisionar o acesso das crianças à internet. O app é voltado para crianças e adolescentes que usam celular. De acordo com relatos do usuário, a configuração pode levar algum tempo se a criança não possuir conta Google. No entanto, é possível fazê-la de qualquer forma. 

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

Através do Family Link, os pais têm acesso aos aplicativos mais usados pelos filhos e ainda podem visualizar o relatório do tempo em que ficam navegando. Existe uma funcionalidade que permite a definição de limites de tempo e hora. Assim, quando der a hora da criança dormir, os pais podem bloquear o aparelho impedindo os filhos de usá-lo.

Ainda que não seja o intuito principal, o app também conta com o serviço de GPS mostrando com precisão onde as crianças estão enquanto mexem no celular. Outro diferencial dessa ferramenta é o controle das lojas online. Através dessa funcionalidade, os adultos podem ocultar certos apps para não serem baixados e gerenciar as compras online dos pequenos. 

2. AppBlock

O AppBlock é voltado exclusivamente para a restrição de aplicativos, quando as crianças usam os celulares dos pais. Assim, os pais podem bloquear o acesso dos filhos a qualquer ferramenta do celular. Depois de criar o perfil, o usuário seleciona localização, hora, limite de uso, Wi-Fi para fazer o bloqueio. É só escolher quais são os sites e os apps que não devem ser acessados.

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

A ferramenta parece ter segurança máxima quanto às investidas dos pequenos. Uma função interessante é a de configurar recursos de desativação como PIN, expiração do tempo, conexão de carregador, entre outros. Dessa forma, as crianças não poderão desbloquear os aplicativos se mexerem no celular dos pais. 

Como as lojas online oferecem o acesso livre aos aplicativos, o AppBlock pode ser útil para os adultos que desejam controlar o tempo de uso do celular. O usuário poderá decidir quais softwares os filhos poderão acessar e por quanto tempo. Portanto, a ferramenta não possibilita o controle de um celular para o outro, apenas do dispositivo que está sendo usado.

1. Screen Time 

O Screen Time também é bem conhecido entre os papais e mamães de plantão. Para dar início à configuração, a instalação do aplicativo deve ser feita primeiro no dispositivo dos pais, para que depois o Screen Time Kids seja implementado no celular dos filhos. Diferente do Google Family Link, a configuração deste software demora em torno de 5 minutos. 

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

O aplicativo proporciona experiência praticamente completa durante o controle parental. Se os pais quiserem, podem bloquear todas as funções do smartphone nos horários programados. Em horários importantes como durante as aulas, à noite, nas refeições, etc. Além disso, o usuário conta com a função de definir limite de uso diário e de bloquear apps. 

Também, é possível fazer um filtro e selecionar quais páginas serão liberadas para o acesso dos pequenos. Assim como as outras opções citadas, esta ferramenta tem serviço de localização. Logo, os pais podem rastrear onde os filhos estão. Embora as funcionalidades sejam atrativas, alguns usuários se queixaram nas lojas online de que o app deixa o smartphone lento. 

Como supervisionar o uso do celular

Sem dúvidas, os aplicativos são ótimos recursos no monitoramento do acesso dos filhos à internet. Entretanto, o diálogo é a melhor forma de estabelecer a disciplina durante o uso do celular. Se a criança entender o porquê pode ser ruim ficar horas na tela de dispositivos, bem como compreender quais conteúdos pode acessar, o trabalho dos pais vai ser menor.

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

A primeira coisa que deve ser ensinada ao filho é o tempo de uso. O ideal é que as crianças fiquem apenas 1 hora por dia nos dispositivos. O contato excessivo dos olhos com a tela de aparelhos prejudica a visão. Sem contar o desenvolvimento de outros problemas em relação à postura. Para ocupar a mente, incentive a criança a brincar com outros recursos. 

Quanto aos conteúdos da internet, conscientize os pequenos de que nem tudo que eles veem em fotos, vídeos ou jogos é real. Com o acesso rápido à informação, as crianças estão perdendo o senso crítico e a capacidade de questionamento. Então, é dever dos pais incentivá-los a serem criteriosos com o que é visto ou lido na internet. 

Converse sobre os conteúdos compartilhados 

Monitore o que as crianças andam compartilhando nas redes sociais. Lembre-o que ao publicar vídeo, foto ou texto o conteúdo pode até ser excluído, mas corre o risco de outras pessoas já terem printado. Ensine também que nem toda opinião, mídia ou informação deve ser publicada na internet. Frise que dados pessoais da criança e dos pais não devem ser postados.

Conheça 5 aplicativos pra monitorar o acesso das crianças à internet
Fonte: (Reprodução/Internet)

Outro detalhe fundamental, é alertar os filhos quanto à presença de estranhos em suas redes sociais. Com o avanço da tecnologia, os casos de perfil fakes utilizado para atrair crianças se tornam cada vez mais recorrentes. Portanto, oriente os pequenos a não falarem com estranhos, até mesmo durante os jogos online como nas redes sociais. 

Falando em jogos, certifique-se que as crianças não estão jogando games recomendados para idade superior a delas. Fique de olho no bate-papo dos games online. Nesse tipo de aplicativo, pessoas de todo o mundo podem interagir e nunca se sabe quem está atrás da tela. Aconselhe as crianças a não responder perguntas pessoais. 

Defina o horário para acessar à internet

Por fim, organize a rotina da criança de modo que ela tenha um horário específico para mexer no celular. Ao invés de brigar e proibir o uso definitivo do smartphone, incentive os pequenos a terem uma rotina que reúna atividades que reúna atividades com e sem internet. Também, insira atividades físicas, interação com outras crianças, tarefas da escola e descanso. 

Descubra opções de apps que proporcionam diversão e educação ao mesmo tempo. É possível encontrar ferramentas de games que ensinam inglês. Existem jogos de caça-palavras, memória, matemática, entre outros. Por fim, não esqueça de dar o exemplo. Afinal, as crianças sempre se espelham nos pais. Se eles só ficarem no celular, esse será o comportamento dos filhos.