Sebrae dá dicas sobre o que analisar para contratar um novo funcionário

O Sebrae é uma instituição muito focada no mercado de trabalho. O foco é ajudar as empresas menores, como os MEIs (microempreendedores individuais), mas também outros empreendimentos. E, pensando nisso, listou algumas dicas sobre as contratações.

A listagem aconteceu após o Sebrae verificar que boa parte dos novos empreendedores têm dificuldades de fazer análises de candidatos. Isso porque nem sempre vai ser possível contratar uma empresa especializada em recursos humanos para fazer isso.

Aí, caberá ao próprio empreendedor fazer as entrevistas de emprego e também as análises sobre os candidatos que estão disputando as vagas de trabalho. Por isso, as dicas abaixo são tão importantes. Continue lendo para saber mais sobre isso da próxima vez que for contratar alguém para a sua empresa.

1 – A experiência não é tudo!

O Sebrae diz que a experiência, tão exigida no mercado de trabalho, não é tudo o que deve ser pensado. Para a instituição, existem pontos e tópicos que também são importantes. Tanto é que a experiência pode ser um requisito “desejável”, mas não “obrigatório”.

Para o Sebrae, a pessoa experiente pode agregar muito valor, mas se não tiver vontade de aprender coisas novas, por exemplo, será um tiro no pé. Inclusive, esse é o próximo assunto.

2 – A vontade de aprender coisas novas

Como citamos no tópico acima, a vontade de aprender coisas novas é um diferencial também. E quem está disposto a trabalhar deve demonstrar essa possibilidade. Tente observar pessoas que acham que sabem demais ou que não vão aprender nada novo.

Essas pessoas não são indicadas. Isso porque o mercado está em constante movimento e se atualizar é preciso. Portanto, aprender coisas novas vai ser uma coisa importante para o seu novo funcionário. Independente do cargo dele.

3 – Cuidado com as contratações indicadas

Se você é empreendedor, com certeza, recebe indicações de pessoas para trabalhar na sua empresa o tempo todo, né. Mas, considere que isso pode ser ruim também. Isso se você não souber diferenciar o assunto profissional do pessoal.

Porque se o novo funcionário, mesmo que seja um amigo de infância ou um irmão, não corresponder às expectativas, você vai ter que demiti-lo. E se não tiver coragem de fazer isso, será um grande problema para você e sua empresa.

4 – A confiança, o respeito e a ética

Para terminar o conteúdo e as dicas do Sebrae, o empreendedor que vai contratar um funcionário novo tem que considerar também alguns dos valores que são mais importantes de um ser humano.

O seu contratado vai ser movido por emoções, por estresse e por dias difíceis também. E você tem que saber se ele vai conseguir lidar com isso. Dê um jeito de saber se o candidato é alguém confiável, é alguém que respeita o próximo e se tem ética.

Esses são valores fundamentais que cabem em qualquer ser humano, independente da vaga de trabalho, do cargo ou da empresa. O contrário, se você contratar alguém sem esses valores, vai ser doloroso demais para você, que vai ter que demitir ele em breve.