Será que vale a pena amortizar o financiamento?

Amortizar o financiamento imobiliário é usar recursos (como o do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para abater no valor do empréstimo que foi feito. Mas, uma dúvida muito comum é se isso vale a pena.

Para saber a resposta é preciso fazer algumas contas e análises. Confira um exemplo sobre alguns números e entenda melhor como calcular se o abatimento do seu financiamento imobiliário é positivo para você do ponto de vista financeiro.

Será que vale a pena amortizar o financiamento?

Exemplo

Reserva de R$ 100 mil em uma aplicação que rende 13% ao ano. Por outro lado, o saldo é de R$ 400 mil no financiamento com 9% ao ano. Com o objetivo de acabar com a dívida o quanto antes, vale a pena usar a reserva para amortização?

Essa pergunta é interessante o dinheiro está rendendo em uma aplicação. E tirar ele faria com que o rendimento acabasse.

É a verdade é que é muito fácil identificar onde está a maior vantagem, nesse caso. Isso porque não teríamos que identificar a taxa de juros do financiamento, mas também o custo efetivo total (CET) dessa operação.

O CET é a taxa de juros combinada com taxa de administração do banco, que se soma ainda a outras tarifas, como os seguros e com todos os outros custos em que estão envolvidos. O CET está presente em todos os contratos de financiamentos imobiliários.

O CET

Então, após saber o CET do financiamento, aí fica mais fácil: você compara ele com o rendimento da sua aplicação, que aqui usamos o exemplo de ser de 15% ao ano. Aliás, o ideal é comparar com 13% menos tributação do IR, que está nos 11,5%.

Nesse caso, a aplicação financeira rende mais do que aquilo que você teria de desconto se fosse pagar a vista? Se sim, é melhor deixar o dinheiro investido.

Além do mais, tem que analisar os descontos que terá ao amortizar a dívida. Porque se eles não existirem, saiba que não é vantajoso antecipar. Porque aí é vantajoso você manter o seu dinheiro aplicado, já que ele está rendendo.

Segue o jogo

Quando não for vantajoso, o melhor é ir pagando aos poucos o financiamento e lá na frente, quando houver o recurso disponível para ser resgatado, você vai ver que o rendimento total vai deixar um saldo maior do que seria necessário para simplesmente viver livre da operação.

Então, se não vale a pena, não antecipa! Porque na verdade é uma questão psicológica!

A verdade é que ninguém gosta de conviver com dívidas, mesmo que seja em financiamentos. Só que você não vai conviver com a dívida, você vai conviver com a certeza de que o dinheiro lá aplicado pode amortizar boa parte dessa dívida no futuro, tá bom?

Essa recomendação vale para todos que fecharam o financiamento de imóveis na Caixa, no Banco do Brasil ou outros bancos nos últimos anos e com taxas de até 10% ao ano.