Estes são os alimentos proibidos para bebês com menos de 1 ano: conheça e evite

Neste artigo você verá uma lista de alimentos proibidos para bebês com menos de 1 ano de idade e vamos além! Mostraremos também como deve ser a alimentação infantil até os 3 anos. Você ainda verá boas práticas de alimentação infantil e saberá exatamente como começar a introdução alimentar dos seus pequenos.

É muito importante lembrar que todos os dados aqui possuem fontes confiáveis, mas que é indispensável que seus bebês sejam acompanhandos por um pediatra.

Lembre-se também que os bebês devem permanecer apenas com o leite materno até os 6 meses. Afinal, esta é a data correta para começar a introduzir outros tipos de alimentos ao seu filho, sempre observando para que não haja risco de engasgar. Ou seja, as primeiras fontes de alimentos sólidos devem ser sempre em forma de papinhas.

Estes são os alimentos proibidos para bebês com menos de 1 ano: conheça e evite
Foto: (reprodução/infantil)

A seguir, veja o que não pode ser oferecido ao seu filho nesta fase!

Alimentos proibidos para bebês com menos de 1 ano

Obviamente, os melhores alimentos para bebês entre 6 meses e 1 anos são os vegetais, ricos em vitaminas e de fácil digestão. 

Recentemente, a Sociedade Brasileira de Pediatria mudou algumas orientações: peixe e ovos, fontes de proteínas e que antes eram contra indicados, agora estão sendo fortemente recomendados. Mas alguns alimentos continuam proibidos para os bebês que estão acostumados apenas com a amamentação. Veja uma lista com as principais proibições:

  • Mel: o mel pode parecer inofensivo, mas por ser de origem animal ele traz risco de contaminação pela bactéria Clostridium botulinum. Nessa idade, os pequenos ainda estão desenvolvendo sua flora intestinal e não são capazes de combater infecções no trato.
  • Refrigerantes: são um veneno até para os adultos, devido a alta quantidade de açúcar. E os adoçados com produtos artificiais, nem pensar! O produto possui várias substâncias químicas nocivas para o organismo frágil dos bebês, além de que a quantidade de açúcar refinado e cafeína vai influenciar seus metabolismos, sono etc.
  • Leite de vaca: possui um valor nutricional para bezerros, não nenens. O organismo dos bebezinhos ainda não é capaz de digerir essas proteínas e isso pode sobrecarregar os rins, além de risco de alergias e até anemia, no sentido em que agride a mucosa intestinal da criança e prejudica a absorção de nutrientes.
  • Frutos do mar: com exceção de peixes comuns, evite peixes diferentes e os demais frutos do mar, como o camarão e as ostras, que podem causar severas alergias. Além disso, frutos do mar podem conter muito sódio e mercúrio.
  • Industrializados: dispensam comentários. A quantidade de químicos como aromatizantes, aromatizantes, corantes e conservantes fazem mal até para adultos.
  • Castanhas: as chamadas oleaginosas, como nozes, amêndoas, avelãs etc. possuem alto risco de causar alergias. Tome muito cuidado, pois uma ideia simples como oferecer um pouquinho de Nutella pode ser muito perigosa.
  • Café: age diretamente como estimulante do sistema nervoso central.
  • Açúcar refinado: também contra indicado por ser um carboidrato pobre e de rápida absorção, o que pode causar picos de insulina e adrenalina e, na pior das hipóteses, desenvolver doenças como diabetes.
Estes são os alimentos proibidos para bebês com menos de 1 ano: conheça e evite
Foto: (reprodução/internet)

Alguns alimentos proibidos para bebês até os 3 anos

Dadas as explicações anteriores, você já deve conseguir imaginar porque alguns alimentos para bebês permanecem contra indicados. São eles:

  • Doces que contenham açúcar refinado ou adoçantes;
  • Frutos do mar;
  • Chocolates e achocolatados;
  • Industrializados;
  • Refrigerantes e outras bebidas prontas;
  • Mel;
  • Castanhas, amendoins e similares;
  • Açúcar refinado;
  • Biscoitos recheados;
  • Massas;
  • Processados;
  • Salgadinhos;
  • Gelatinas.
Estes são os alimentos proibidos para bebês com menos de 1 ano: conheça e evite
Foto: (reprodução/internet)

Como fazer a introdução alimentar de bebês

Ok, mas então você deve estar cheia de dúvidas sobre como fazer a introdução alimentar do seu filho após os 6 meses, não é? Afinal, nossa alimentação é tão ruim no dia a dia que a gente até esquece o que existe de natural e saudável no mercado.

Porém, fique tranquila, a gente lembra você dos alimentos saudáveis para bebês e ensina como preparar as primeiras refeições. De acordo com a FioCruz e a OMS, essas são as melhores dicas para a introdução alimentar do seu filhote:

  1. Introduza papinhas mais espessas desde o início para estimular a mastigação com a gengiva e com isso facilitar também o início da saída dos primeiros dentinhos;
  2. Não utilizar liquidificador ou peneiras, mas tão somente amassar os alimentos com o garfo. Do contrário, a criança não consegue desenvolver a mastigação;
  3. Tenha variedade, mas sempre observando a lista de alimentos proibidos.

Quais alimentos o bebê pode comer?

Estes são exemplos de alimentos liberados para os bebês:

  • Frutas como maçã, banana, abacate, mamão, pêra, melão, melancia etc. Evite o excesso de frutas cítricas;
  • Legumes em geral, verduras e tubérculos como aipim, batata-doce, batata baroa, beterraba, cenoura etc;
  • Verduras como espinafre, bertalha, couve, entre outras, sempre observando o preparo para que a criança não engasgue;
  • Leguminosas como feijões e outros grãos, com exceção da soja, mas pode incluir ervilhas e grão de bico.

Importância da boa alimetação infantil

Uma boa alimentação para bebês, preparada com a observação das práticas mais saudáveis, evita uma série de doenças infantis e até na fase adulta. Além disso, permite o desenvolvimento correto do corpo como um todo, envolvendo aspectos físicos, metabólicos, fisiológicos etc.

Uma boa ailmentação também ajuda a combater infecções, deixa o metabolismo equilibrado, melhora o humor e a criança ainda trabalha todos os sentidos do corpo em relação aos alimentos. Sim, a hora da alimentação dos pequenos é um dos principais momentos para o seu desenvolvimento como um todo. 

Principais dúvidas sobre alimentação infantil

Para sanar as suas principais dúvidas acerca da alimentação do seu filho pequeno, separamos um vídeo muito interessante. Assista abaixo:

Mais boas práticas da alimentação de bebês

Existem ainda algumas outras boas dicas que poderão te ajudar na terefa de alimentar o seu bebê. São elas:

  1. Use o aleitamento materno de forma complementar até os 2 anos de idade. Ele ajuda a reforçar a imunidade e complementa a necessidade nutricional, entre outros benefícios como o fortalecimento do vínculo de afeto entre a mãe e o bebê;
  2. Tente incluir os bebês nas refeições à mesa com toda a família, sempre que possível. Mas trate de preparar uma refeição saudável para todos, nada de oferecer uma pizza ou acabar deixando seu filhotinho com água na boca e de mau humor.
  3. Permita que seu bebê tenha uma alimentação divertida e que permita descobertas. Não se preocupe muito com as sujeirinhas que ele vai acabar fazendo. É saudável!

Se você já tem filhos nessa idade, com certeza essas dicas vão te ajudar agora mesmo. Se está se preparando para a maternidade, não deixe de conferir os demais conteúdos aqui do site.