5 dicas para abrir uma sorveteria e ter sucesso no empreendimento

Já vamos começar com um número para lá de positivo: o aumento da demanda por alimentos de alta qualidade e mais saudáveis cresceu muito. Mas, esses alimentos devem ser capazes de agradar os paladares mais exigentes em todo canto do país.

E é justamente isso que tem inspirado novos negócios aqui no Brasil. Você já deve ter ouvido falar em alimentação saudável, gourmet, de qualidade, vegana e tudo mais que é diferente, não é mesmo? Então, isso tudo também entrou no mercado de sorvetes!

5 dicas para abrir uma sorveteria e ter sucesso no empreendimento

Agora, já vamos adiantar uma coisa aqui viu: nada disso dispensa os cuidados básicos que todo empreendedor deve ter pensando na qualidade do atendimento, preço justo e no mix de produtos, entre outros fatores que podem agregar valor ao negócio.

Resumindo a paródia toda aqui, vamos lá: os sorvetes diferentões são uma tendência e o Sebrae preparou 5 dicas para quem está querendo abrir um negócio como esse ou até mesmo para quem já tem a sorveteria e quer melhorar as vendas.

1 – os modelos de negócios

O setor de sorvetes abre oportunidades para os mais diversos modelos de negócio alguns dos mais comuns. Falamos das massas saudáveis, dos veganos e por aí vai.

São as franquias comércio de vendedores de sorvetes e gelateria mais diferentes que costumam fazer sucesso.

E cada modelo de negócios traz diferentes desafios e oportunidades!

O importante é considerar as particularidades dos diferentes tipos de empreendimento para decidir qual é mais compatível com o seu perfil e com a realidade do mercado no qual você atua.

2 – os seus clientes

Além de avaliar os modelos de negócio possíveis, também é importante que você conheça o seu público alvo.

É fundamental falar sobre isso porque aumenta muito as possibilidades de atração.

Por isso, uma dica é você saber pra quem você está oferecendo o produto ou serviço e assim adequar o seu mix de produtos.

Qual é a faixa etária dos principais consumidores? Qual o poder aquisitivo deles? E qual o melhor layout para a sua loja?

3 – os sabores locais

Valorizar os sabores locais é uma forma de agregar valor ao seu produto e à sua marca.

É muito agradável e importante oferecer produtos com sabores locais, já que cada vez mais o consumidor está preocupado com aspectos como a origem dos produtos.

O respeito à sazonalidade ea valorização de alimentos típicos de cada região pode ser o seu diferencial até mesmo em termos de lucros e custo-benefício.

Por isso, conheça os sabores e tradições que seu cliente reconhece para oferecer opções que atendam a essa demanda.

4 – o seu conceito

Existem diferentes tipos de sorvete no mercado. Ao passo que o mais comum é o sorvete de massa industrial vendido, inclusive, em supermercados.

Por outro lado, os alimentos premium são aqueles que o consumidor reconhece como superiores aos semelhantes tradicionais. Aí, nesse conceito podem ser trabalhados, por exemplo, sorvetes que atendam ao consumidor mais consciente e que está preocupado com a saúde.

Outro nicho relevante é o sorvete gourmet que é produzido de maneira artesanal e utiliza matérias-primas nobres.

5 – as porções menores

Os produtos vendidos em embalagens menores foram os que sofreram menos impacto em termos de consumo no último ano. E esse dado, por si só, é bastante interessante.

A preocupação com o controle de calorias e nutrientes ingeridos vai além da questão ecológica.

Por isso, oferecer porções menores pode favorecer as vendas.